Secagem de polpa de Annona Squamosa: cinética e avaliação de modelos empíricos

Deise Souza de Castro, Jarderlany Sousa Nunes, Luzia Marcia de Melo Silva, Francinalva Cordeiro de Sousa, Wilton Pereira da Silva, Josivanda Palmeira Gomes

Resumo


A Annona squamosa, popularmente conhecida como pinha, ata, ou fruta do conde, originária da América Central, após ser introduzida no Brasil teve sua produção vertiginosamente crescente em várias regiões, com destaque para o nordeste. A pinha é uma boa fonte de vitaminas C e do complexo B, importantes no metabolismo das proteínas, carboidratos e gorduras. É aconselhável para incrementar o cardápio com vitaminas e sais minerais, tornando-se inadequada para pessoas que fazem regime de emagrecimento, por ser rica em açúcares, consequentemente, muito mais calórica do que a maioria das frutas. O presente trabalho teve como objetivo descrever a cinética de secagem em camada fina da polpa de Annona Squamosa nas temperaturas de 50, 60 e 70 °C. A secagem foi realizada em estufa de circulação de ar, sendo aplicados os modelos empíricos: Page (1949), Midilli et al. (2002), Henderson & Pabis (1961) e Peleg (1988), para descrição do comportamento da cinética de secagem. O critério de avaliação utilizado foi o coeficiente de determinação e o qui-quadrado sendo o modelo de Peleg (1988) o que melhor se ajustou aos dados experimentais, seguidos dos modelos de Midilli et al. (2002) e Page (1949). Para o modelo de Peleg (1988), foram obtidas expressões matemáticas para determinação da taxa e do tempo de secagem. 


Texto completo:

PDF

Referências


Filgueiras, H. A. C., Moura, C. F. H., & Alves, R. E. (2000). Caracterização de frutas nativas da América Latina. Jaboticabal: UNESP-SBF.

Aregba, A. W., Sebastian, P., & Nadeau, J. P. (2006). Stationary deep-bed drying: A comparative study between a logarithmic model and a non-equilibrium model. Journal of Food engineering, 77 (1), 27-40.

Benassi, G., Correa, G. A. S. F., Kluge, R. A., & Jacomino, A. P. (2003). Shelf life of custard apple treated with 1-methylciclopropene: an antagonist to the ethylene action. Brazilian Archives of Biology and Technology, 46 (1), 115-120.

Cordeiro, M. C. R., PINTO, A. D. Q., & Ramos, V. H. V. (2000). O cultivo da pinha, fruta-do-conde ou ata no Brasil. Planaltina: Embrapa Cerrados.

Dantas, L. A., Mata, M. E. R., & Duarte, M. E. M. (2011). Programa computacional dinâmico para simulação de secagem de grãos e sementes de milho. Revista Brasileira de Produtos Agroindustriais, 13 (3), 309-318.

de Faria, R. Q., Teixeira, I. R., Devilla, I. A., Ascheri, D. P., & Resende, O. (2012). Cinética de secagem de sementes de crambe. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, 16 (5), 573-584.

Ferreira, M. M. P. (2003). Desenvolvimento, caracterização e secagem de sementes com cobertura artificial.

Fioreze, R. (2004). Princípios de secagem de produtos biológicos. João Pessoa: Editora UFPB.

Furtado, G. D. F., Silva, F. S., Porto, A. G., & Santos, P. D. (2010). Secagem de polpa de ceriguela pelo método de camada de espuma. Revista Brasileira de Produtos Agroindustriais, 12 (1), 9-14.

Henderson, S. M. (1961). Grain drying theory temperature effect of drying coefficient. Journal of Agricultural Engineering, 6, 169-174.

Janjai, S., Precoppe, M., Lamlert, N., Mahayothee, B., Bala, B. K., Nagle, M., & Müller, J. (2011). Thin-layer drying of litchi (Litchi chinensis Sonn.). Food and Bioproducts Processing, 89 (3), 194-201.

Instituto Adolfo Lutz. (2008). Métodos químicos e físicos para análise de alimentos.. 4.ed. Normas analíticas do instituto Adolfo Lutz. São Paulo. v.1, 1020p.

Karim, M. A., & Hawlader, M. N. A. (2005). Drying characteristics of banana: theoretical modelling and experimental validation. Journal of food engineering, 70 (1), 35-45.

Mariani, V. C., De Lima, A. G. B., & dos Santos Coelho, L. (2008). Apparent thermal diffusivity estimation of the banana during drying using inverse method. Journal of Food Engineering, 85 (4), 569-579.

Midilli, A., Kucuk, H., & Yapar, Z. (2002). A new model for single-layer drying. Drying technology, 20(7), 1503-1513.

Mohapatra, D., & Rao, P. S. (2005). A thin layer drying model of parboiled wheat. Journal of food engineering, 66 (4), 513-518.

Morais, O. M., Oliveia, R. H., Oliveira, S. L., Santos, V. B, & Silva, J. C. G. (2009). Armazenamento de sementes de Annona squamosa L. Revista Biotemas, Florianópolis, 22 (4), 33-44.

Page, G. E. (1949). Factors Influencing the Maximum Rates of Air Drying Shelled Corn in Thin layers. West Lafayette: Purdue University.

Peleg, M. (1988). An empirical model for the description of moisture sorption curves. Journal of Food science, 53 (4), 1216-1217.

Santos, C. T., Bonomo, R. F., Chaves, M. A., Fontan, R. D. C. I., & Bonomo, P. (2010). Cinética e modelagem da secagem de carambola (Averrhoa carambola L.) em secador de bandeja-doi: 10.4025/actascitechnol. v32i3. 6048. Acta Scientiarum. Technology, 32 (3), 209-313.

Shashirekha, M. N., Baskaran, R., Rao, L. J., Vijayalakshmi, M. R., & Rajarathnam, S. (2008). Influence of processing conditions on flavour compounds of custard apple (Annona squamosa L.). LWT-Food. Science and Technology, 41 (2), 236-243.

Silva, A. S., Melo, K. S., Alves, N. M. C., Fernandes, T. K. S., & Farias, P. A. (2009). Cinética de secagem em camada fina da banana maçã em secador de leito fixo. Revista Brasileira de Produtos Agroindustriais, 11 (2), 129-136.

Silva, W. P., e Silva, C. M., & Gomes, J. P. (2013). Drying description of cylindrical pieces of bananas in different temperatures using diffusion models. Journal of Food Engineering, 117 (3), 417-424.

Sousa, F. C., de Sousa, E. P., Silva, L. M. D. M., Martins, J. J. A., Gomes, J. P., & da Rocha, A. P. T. (2011). Modelagem matemática para descrição da cinética de secagem de polpa de oiti. Revista Educação Agrícola Superior, Campina Grande, 26 (2), 108-112.

Souza, M., Bevilaqua, C. M., Morais, S. M., Costa, C. T., Silva, A. R., & Braz-Filho, R. (2008). Anthelmintic acetogenin from Annona squamosa L. seeds. Anais da Academia Brasileira de Ciências, 80 (2), 271-277.

Vasconcelos, J. I., Andrade, S. A., Maciel, M. I., Guerra, N. B., & Vasconcelos, M. A. (2012). Osmotic dehydration of the Indian fig (Opuntia ficus indica) with binary and ternary solutions. International Journal of Food Science & Technology, 47(11), 2359-2365.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Magistra

ISSN 2236-4420 - versão on line