Avaliação da produção de cachos de frutas em palmeiras de Butiá (Butia odorata (Barb. Rodr.) Noblick & Lorenzi )

Henrique Kuhn Massot Padilha, Claudete Clarice Mistura, Juliana Castelo Branco Villela, Mercedes Rivas, Gustavo Heiden, Rosa Lía Barbieri

Resumo


Resumo: Butia é um gênero de palmeiras composto por 20 espécies distribuídas na América do Sul. Os butiazeiros produzem frutos conhecidos como butiá, estes podem ser consumidos in natura, sendo ainda empregados como ingredientes no preparo de doces, sorvetes e bebidas. É frequente neste gênero a distribuição natural das plantas na forma de populações agregadas, por vezes densas e extensas, que recebem o nome de palmares ou de butiazais. Porém, as espécies de Butia estão em declínio populacional no Sul do Brasil e aos poucos vão desaparecendo da paisagem em função da ocupação das áreas de ocorrência com a expansão urbana e a agricultura. Com o objetivo de verificar a produção de cachos por planta em uma população natural de Butia odorata, foram avaliadas 300 plantas com mais de 150 anos de idade ao longo de três anos.  A produção média de cachos de frutos de butiá variou de 2,26 até 2,92 cachos por planta nos três anos avaliados. A maioria dos indivíduos, não produziu o mesmo número de cachos por planta ao longo dos anos. Foi possível verificar que ocorre variação na produção de cachos por planta de um ano para outro. Butiazeiros com mais de 150 anos de idade continuam a produzir frutos, e existe variabilidade genética para o número de cachos produzidos por planta.

 Palavras chave: Butia genus, Palmeiras nativas, Recursos genéticos.

 


Texto completo:

PDF

Referências


Azambuja, A. C.(2009). Demografia e Fenologia Reprodutiva de Butia capitata (Mart.) Becc. (Arecaceae) em Arambaré, Rio Grande do Sul (53f). Dissertação de Mestrado Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Instituto de Biociências, Porto Alegre, RS, Brasil.

Barbieri, R., Gomes, J., Alercia, A., & Padulosi, S. (2014). Agricultural biodiversity in southern Brazil: integrating efforts for conservation and use of neglected and underutilized species. Sustainability, 6 (1), 741–757.

Benassi, A. C., Ruggiero, C., Martins, A. B. G. & Silva, J. A. A. (2007). Caracterização biométrica de frutos de coqueiro, Cocos nucifera L. variedade anã-verde, em diferentes estádios de desenvolvimento. Revista Brasileira de Fruticultura, 29 (9), 302-307.

Broschat, T. K. (1998). Endocarp removal enhances Butia capitata (Mart.) Becc. (Pindo palm) seed germination. HortTechnology, 8, 586–587.

Büttow, M., Barbieri, R., Neitzke, R., & Heiden, G. (2009).Conhecimento tradicional associado ao uso de butiás (Butia spp., ARECACEAE) no sul do Brasil. Revista Brasileira de Fruticultura, 31 (4), 1069–1075.

Büttow, M. V. (2008). Etnobotânica e caracterização molecular de Butia sp. (64f). Dissertação de Mestrado, Universidade Federal de Pelotas, Faculdade de Agronomia, Pelotas, RS, Brasil.

Dransfield, J., Uhl, N., Asmussen, C., Baker, W., Harley, M. & Lewis, C. (2008). Genera palmarum: evolution and classification of palms (744p). Londres: Kew Publishing.

Fonseca, L. X. (2012).Caracterização de frutos de butiazeiro (Butia odorata Barb. Rodr.) Noblick & Lorenzi e estabilidade de seus compostos bioativos na elaboração e armazenamento de geleias. (69f). Dissertação de Mestrado, Universidade Federal de Pelotas, Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel, Pelotas, RS, Brasil.

Galeano, G., Bernal, R. & Henderson, A. (1997). Field guide to the palms of the Americas. (2 ed., 363p). Princeton: Princeton University Press.

Geymonat, G., & Rocha, N. (2009). M'botiá. Ecosistema único en el mundo (405p). Castillos: Casa Ambiental.

Glassman, S. F. (1979). Re-evaluation of the genus Butia with a description of a new species. Principes, 23, 65-79.

Hoffmann, J. F., Barbieri, R. L., Rombaldi, C. V., & Chaves, F. C. (2014).Butia spp. (Arecaceae): An overview. Scientia Horticulturae, .179 (1),122–131,

Leitman, P., Henderson, A., Noblick, L.,& Soares, K. (2013). Arecaceae. In: Lista de Espécies da Flora do Brasil. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Recuperado em 17 dezembro, 2016, de http://floradobrasil.jbrj.gov.br/jabot/floradobrasil/FB1570.

Lima, V. V. F. (2011). Estrutura e dinâmica de populações de coquinho-azedo (Butia capitata (Mart.) Beccari; Arecaceae). (66f). Dissertação de Mestrado, Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, Brasília, DF, Brasil.

Lorenzi, H., Kahn, F., Noblick, L., & Ferreira, E. (2010). Flora brasileira. Arecaceae (Palmeiras) (368p). Nova Odessa: Instituto Plantarum de Estudos da Flora Ltda.

Magalhães, H. M., Catão, H. C. R. M., Sales, N. L. P., Lima, N. F., & Lopes, P. S. N. (2008). Health quality of Butia capitata seeds in the north of Minas Gerais, Brazil. Ciência Rural, 38 (1), 2371–2374.

Marcato, A. C. (2004). Revisão taxonômica do gênero Butia (Becc.) Becc. (Palmae) e filogenia da sub-tribo Buttiinae Saakov (Palmae). (147f). Tese de Doutorado, Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil.

Mistura, C. C.(2013). Caracterização de Recursos Genéticos de Butia odorata no Bioma Pampa. (81f). Tese de Doutorado, Universidade Federal de Pelotas, Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel, Pelotas, RS, Brasil.

Moura, R., Lopes, P., Brandao, J., Gomes, J., & Pereira, M. (2010). Biometria de frutos e sementes de Butia capitata (Mart.) Beccari (Arecaceae), em vegetação natural no Norte de Minas Gerais, Brasil. Biota Neotropica, 10 (2), 415–419.

Nunes, A., Fachinello, J., Radmann, E., Bianchi, V., & Schwartz, E. (2010). Caracteres morfológicos e físico-químicos de butiazeiros (Butia capitata) na região de Pelotas, Brasil. Revista Interciencia, 35 (7), 500-505.

Rivas, M., & Barilani, A. (2004). Diversidad, potencial productivo y reproductivo de los palmares de Butia capitata (Mart.) Becc. de Uruguay. Agrociência, 3 (1), 11-21.

Rivas, M. (2013). Conservação e uso sustentável de palmares de Butia odorata (Barb. Rodr.) Noblick. (101f). Tese de Doutorado, Univerdidade Federal de Pelotas, Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel, Pelotas, RS, Brasil.

Rosa, L., Castellani, T., & Reis, A. (1998). Biologia reprodutiva de Butia capitata (Martius) Beccari var. odorata (Palmae) na restinga do município de Laguna, SC. Revista Brasileira de Botânica, 21 (3), 281-287.

Rossato, M. (2007). Recursos genéticos de palmeiras nativas do gênero Butia do Rio Grande do Sul. (136f). Tese de Doutorado, Universidade Federal de Pelotas, Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel, Pelotas, RS, Brasil.

Silvertown, J., Franco, M., & Menges, E. (1996). Interpretation of elasticity matrices as an aid to the management of plant populations for conservation. Conservation Biology, 10 ( 2), 591-597.

Schwartz, E. (2008). Produção, fenologia e qualidade dos frutos de Butia capitata em Populações de Santa Vitoria do Palmar. (94f). Tese de Doutorado, Universidade Federal de Pelotas, Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel, Pelotas, RS, Brasil.

Schwartz, E., Fachinello, J. C., Barbieri, R. L., & Silva, J.B.(2010). Avaliação de populações de Butia capitata de Santa Vitória do Palmar. Revista Brasileira de Fruticultura, 32 (3), 736-745.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Magistra

ISSN 2236-4420 - versão on line