Influência de arranjos de parcelas em soja na qualidade experimental

Marcos Vinicius Macêdo de Carvalho, Joênes Mucci Peluzio, Flávio Sérgio Afférri, Douglas Daronch, Edmar Vinícius de Carvalho

Resumo


Em experimentos, para obter resultados confiáveis, se faz necessário utilizar tamanhos adequados de parcelas, visando economizar tempo, mão de obra e recursos. Assim, objetivou-se, com este trabalho estudar, o efeito de diferentes tamanhos de parcelas na qualidade do experimento de soja. Na entressafra 2013 foi conduzido um ensaio em Gurupi-TO, sendo o delineamento experimental utilizado de blocos ao acaso, com três repetições, e dois tratamentos constituídos por duas cultivares P99R03 (ciclo médio) e M9144RR (ciclo tardio). Foram simulados nove tamanhos de parcelas experimentais e estas foram comparadas pelo teste F, pelo coeficiente de variação e teste de coeficiente de correlação de Spearmann. As características estudadas foram: o número de vagens por planta, massa de 100 sementes e produtividade de grãos. Foi possível concluir que o tamanho de parcela não interferiu na qualidade experimental. 


Texto completo:

PDF

Referências


Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. (2006). Requisitos mínimos para determinação do valor de cultivo e uso de soja para inscrição no registro nacional de cultivares – RNC. Brasília, DF, Recuperado em 20 setembro, 2013, de http://www.cisoja.com.br/downl oads/legislacao/anexo_PT_294_6.pdf.

Cargnelutti Filho, A. et al. (2014).Tamanho de parcela e número de repetições em aveia preta. Ciência Rural, Santa Maria, 44 (10), 1732-1739.

Carvalho, C. G. P. de et al. (2002).Correlações e análise de trilha em linhagens de soja semeadas em diferentes épocas. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, 37 (3), 311-320.

Carvalho, C. G. P. de et al. (2003). Proposta de classificação dos coeficientes de variação em relação à produtividade e altura da planta de soja. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, 38 (2) 187-193.

Companhia Nacional de Abastecimento. (2017). 9º Levantamento - Safra 2016/2017 – Grãos. Brasília, DF. Recuperado em 9 junho, 2017, de http://www.conab.gov.br.

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. (2013). Soja na alimentação. Brasília, DF. Recuperado em 20 março, 2013, de http://www.cnpso.embrapa.br/soja_alimentacao.

Leonardo, F. de A. P. et al. (2014). Tamanho ótimo da parcela experimental de abacaxizeiro ‘vitória’. Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, 36 (4), 909-916.

Lurentz, L. H., Erichsen, R., & Lúcio, A. Dal’Col. (2012). Proposta de método para estimação de tamanho de parcelas para culturas agrícolas. Revista Ceres, Viçosa, 59 (6). 772-780.

Martin, T. M. et al. (2005).Tamanho ótimo de parcela e número de repetições em soja (Glycine max (L.) Merril). Ciência Rural, Santa Maria, 35 (2), 271-276.

Martin, T. N. et al. (2007). Metodologia experimental para rendimento de grãos de soja em condições de restrição de espaço. Bragantia, Campinas, 66 (3), 521-526.

Nogueira, A. P. O. et al. (2012). Análise de trilha e correlações entre caracteres em soja cultivada em duas épocas de semeadura. Bioscience Journal, Uberlândia, 28 (6), 877-888.

Peluzio, J. M. et al. (2008). Adaptabilidade e estabilidade de cultivares de soja em diferentes épocas de semeadura em Gurupi, TO. Revista Ceres, Viçosa, 55, 34-40.

Petter, F. A. et al. (2014). Phenotypic correlations and path analysis of soybean production components in the brazilian cerrado of Piauí state. Revista de Ciência Agrárias, Belém, 57 (3), 273-279.

Pimentel-Gomes, F. (2009). Curso de Estatística Experimental (15 ed.,451p). Piracicaba: FAEQ.

Rigon, J. P. G. et al. (2012). Dissimilaridade genética e análise de trilha de cultivares de soja avaliada por meio de descritores quantitativos. Revista Ceres, Viçosa, 59 (2), 233-240.

Santos, D. et al. (2012). Tamanho ótimo de parcela para a cultura do feijão-vagem. Revista Ciência Agronômica, Fortaleza, 43 (1), 119-128.

Santos, A. N. P. B. et al .(2015). Tamanho ótimo de parcela para a cultura do girassol em três arranjos espaciais de plantas. Revista Caatinga, Mossoró, 28 (4), 265-273.

Smiderle, É. C. et al. (2014). Tamanho de parcelas experimentais para a seleção de genótipos na cultura do feijoeiro. Comunicata Scientiae, Bom Jesus, 5 (1), 51-58.

Sousa, R. P. de et al. (2015a). Optimum plot size for experiments with the sunflower. Revista Ciência Agronômica, Fortaleza, 46 (1), 170-175.

Sousa, R. P. de et al. (2015b).Tamanho ótimo de parcela para avaliação do rendimento de grãos do girasol. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, 19 (1), 21-25.

Zhang, R; Warrick, A. W.; Myers, D. E. (1994). Heterogeneity, plot shape effect and optimum plot size. Geoderma, Amsterdam, 62, 183-197.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Magistra

ISSN 2236-4420 - versão on line