Estratégias de uso de caroço de açaí para formulação de substratos na produção de mudas de hortaliças

Wellington Abeldt Erlacher, Fábio Luiz de Oliveira, Diego Mathias Natal da Silva, Mateus Augusto Lima Quaresma, Tiago Pacheco Mendes

Resumo


A extração de poupa do fruto do açaizeiro produz um caroço como resíduo, que apesar de ser
uma fonte de material reciclável, representa um grave problema ambiental pelo seu acúmulo. Objetivou-se
com este trabalho, avaliar diferentes estratégias de uso do resíduo da despolpa de açaí, para a formulação
substrato utilizado na produção de mudas de hortaliças. Os experimentos foram conduzidos em um
delineamento inteiramente casualizado, constituído por quatro tratamentos, sendo A: caroço de açaí
triturado fermentado; B: composto à base de caroço de açaí triturado e esterco bovino; C: caroço de açaí
triturado carbonizado; D: substrato comercial Basaplant®. Os substratos foram testados em três hortaliças,
brócolos, repolho e rúcula. De maneira geral, o substrato contendo o caroço de açaí triturado fermentado
(A) e o composto com o caroço de açaí (B), proporcionaram um melhor desenvolvimento das mudas, pois
promoveram maior altura, número de folhas, área foliar, além de maiores massas frescas e secas total,
assim como da parte aérea e das raízes


Texto completo:

PDF

Referências


Abreu, M.F., Abreu, C.A., Sarzi, I., & Padua-

Junior, A.L. (2007). Extratores aquosos para

caracterização química de substratos para

plantas. Horticultura Brasileira, Brasília, 25 (2),

-187.

Araújo Neto, S. E., Azevedo, J. M. A., Galvão, R.

O., Oliveira, E. B. L., & Ferreira, R. L. F. (2009).Produção de muda orgânica de pimentão com

diferentes substratos. Ciência Rural, Santa Maria,

(5), 1408-1413.

Bailey, D.A. et al. Substrates pH and water

quality. Raleigh: North Carolina Sate University,

Recuperado em 20 de junho 2016 de

https://www.ces.ncsu.edu/depts/hort/floriculture/pl

ugs/ph.pdf.

Bellé, S., & Kämpf, A. N. (1993). Produção de

mudas de maracujá-amarelo em substratos a

base de turfa. Pesquisa Agropecuaria Brasileira,

(3), 385-390.

Bilderback, T.E., Fonteno, W.C., & Johson, D.R.

(1982). Physical properties of media composed of

peanut hulls, pine bark and peatmoss and their

effects on azalea growth. Journal of the American

Society of Horticultural Science, Alexandria, 107

(3), 522-525.

Carvalho, J. E. U., & Müller, C. H. (2005).

Biometria e rendimento percentual de polpa de

frutos nativos da Amazônia (Circular Técnica,

n.139, 3p). Belém, PA. Embrapa Amazônia

Oriental

De Boodt, M., & Verdonck, O. (1972). The

physical properties of the substrates in

horticulture. Acta Horticulturae, Wageningen, 26,

-44.

Delarmelina, W. M., Caldeira, M. V. W., Faria, J.

C. T., & Gonçalves, E. O. (2013). Uso de lodo de

esgoto e resíduos orgânicos no crescimento de

mudas de Sesbania virgata (Cav.) Pers. Revista

Agro@mbiente On-line, 7 (2), 184-192.

Elarcher, W. A., Oliveira, F. L., Silva, D. M. N.,

Quaresma, M. A. L., & Christo, B. F. (2014).

Caroço de açaí triturado fresco na formulação de

substrato para a produção de mudas de hortaliças

brássicas. Enciclopédia Biosfera. , 10, 2930 –

Erlacher, W. A., Oliveira, F. L., Silva, D. M. N.,

Quaresma, M. A. L., Santos, D. A., Christo, B. F.,

& Mendes, T. P. (2014). Uso de caroço de açaí

triturado fermentado, para a formulação de substratos para produção de mudas de quiabo e

tomate. Revista Brasileira de Agropecuária

Sustentável, 4, 93 – 100.

Embrapa (2000). Métodos de análise de tecidos

vegetais utilizados na Embrapa Solos (47p).

Embrapa Solos. Rio de Janeiro, RJ.

Ferreira, D. F. (2008). SISVAR: um programa

para análises e ensino de estatística. Revista

Symposium, Lavras, 6 (2), 36-41.

Hoffmann, G. (1970). Verbindliche methoden zur

untersuchung von TKS und gartnerischen erden.

Mitteilungen der VDLUFA, Herft, 6, 129-153.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

(2013). Produção da extração vegetal da

Silvicultura. Recuperado em 04, abril, 2016 de

www.ibge.gov.br.

Instituto Nacional de Meteorologia (2014).

Recuperado em 07, agosto, 2014, de

www.inmet.gov.br.

Leal, M. A. A., Guerra, J. G. M., Peixoto, R. T. G.,

& Almeida, D. L. (2007). Utilização de compostos

orgânicos como substratos na produção de

mudas de hortaliças. Horticultura brasileira, 25

(3), 392-395.

Maranho, A. S., & paiva, A. V. (2011).

Emergência de plântulas de supiarana (Alchornea

discolor poepp.) em substrato composto por

diferentes porcentagens de resíduo orgânico de

açaí. REVSBAU, Piracicaba – SP, 6 (1), 85-98.

Maranho, A. S., & Paiva, A. V. de. (2012).

Produção de mudas de Physocalymma

scaberrimumem substratos compostos por

diferentes porcentagens de resíduo orgânico de

açaí. Floresta, Curitiba, PR, 42 (2), 399 – 408.

Medeiros, A. S., Silva, E. G., Luison, E. A.,

Andreani Jr., R., & Kouzsny-Andreani, D. I.

(2010). Utilização de compostos orgânicos para

uso como substratos na produção de mudas de

alface. Agrarian, Dourados, 3 (10), 261-266.

Paiva, H. N., & Gonçalves, W. (2001).

Produção de Mudas (128p). Viçosa-MG:

APRENDA FÁCIL.

Popinigis, F. (1985). Fisiologia da Semente

(289p). Brasília: Agiplan.

Rodrigues, R.B., Lichtenthäler, R., Zimmermann,

B.F., Papagiannopoulos, M., Fabricius, H., &

Marx, F. (2006). Total oxidant scavenging

capacity of Euterpe oleracea Mart. (açaí) seeds

and identification of their polyphenolic

compounds. Journal of Agricultural and Food

Chemistry, Washington, 54 (12), 4162-4167.

Rodrigues, R. R., Martins, C. A. S., Pereira, S. M.

A., Araujo, G. L., Brilhante, B. D. G., Camara, G.

R., & Reis, E. F. (2011). Lâminas de irrigação em

diferentes substratos no desenvolvimento inicial

de plântulas de brócolis. Anais do Encontro Latino

Americano de Iniciação Científica. As

contribuições das Ciências para a

sustentabilidade do Planeta. São José dos

Campos, SP, Brasil, 15.

Rowel, D. L. (1994). Soil Science: methods &

Aplications (350p). New York: Longman Group.

Schmitz, J. A. K., Souza, P. V. D., & Kämpf, A. N.

(2002). Propriedades químicas e físicas de

substratos de origem mineral e orgânica para o

cultivo de mudas em recipientes. Ciência Rural,

Santa Maria, 32 (6), 937-944.

Silva, R. B. G., Simoes, D., & Silva, M. R. (2012).

Qualidade de mudas clonais de Eucalyptus

urophylla x E. grandis em função do

substrato. Rev. bras. eng. agríc. ambient. [online].

(3), 297-302.

Silva, E. C., & Queiroz, R. L. (2014). Formação de

mudas de alface em bandejas preenchidas com

diferentes substratos. Bioscience Journal,

Uberlândia, 30 (3), 725-729.

Teixeira, L.B., Oliveira, R.F. de, Furlan Jr.,

J.,Cruz, E.S., & Germano, V.L.C. (2004).

Processo de compostagem a partir de lixo orgânico urbano e caroço de açaí (Circular

Técnica, N. 105, 4p) Belém: Embrapa Amazônia

Oriental.

Taiz, L., & Zeiger, E. (2013). Fisiologia vegetal

(5ed.). Porto Alegre: Artmed.

Vasconcelos, A. Araújo., Innecco, R., & Mattos, S.

H. (2012). Influência de diferentes composições

de substratos na propagação vegetativa de

Gypsophila no litoral cearense. Rev. Ciênc.

Agron. [online], 43 (4), 706-712.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Magistra

ISSN 2236-4420 - versão on line