Crescimento inicial de plântulas de melancia submetidas ao aumento da temperatura e concentrações de CO2

Rita de Cássia Barbosa da Silva, Armando Pereira Lopes, Kilma Kelly de Almeida Silva, Tainara Cristine Ferreira dos Santos Silva, Carlos Alberto Aragão, Bárbara França Dantas, Francislene Angelotti

Resumo


Resumo: O aumento da concentração de dióxido de carbono na atmosfera poderá causar impactos sobre o
desenvolvimento vegetal. O objetivo do trabalho foi avaliar o efeito do aumento da temperatura e da
concentração de CO2 na emergência, desenvolvimento inicial de plântulas e produção de mudas de
melancia. O experimento foi desenvolvido em câmaras de crescimento com controle de umidade,
luminosidade, temperatura e concentração de CO2. Foram utilizadas três cultivares de melancia semeadas
em bandejas de polietileno com 36 células, contendo substrato comercial. As bandejas permaneceram nas
câmaras de crescimento por 14 dias, período em que as mudas de melancia estão aptas ao transplantio. O
delineamento experimental empregado foi inteiramente casualizado em esquema fatorial 2x3, o que
corresponde a duas concentrações de CO2 (360 e 550 ppm) e três temperaturas intercaladas com
fotoperíodo de 12 horas (26, 29 e 32 °C dia; 20, 23 e 26 °C noite) para todas as cultivares (Charleston Gray,
Fairfax e Crimson Sweet), avaliadas separadamente. Os dados obtidos foram submetidos à análise de
variância e as médias comparadas pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade. O aumento das
concentrações de CO2 e temperatura favoreceram o crescimento e acúmulo de fotoassimilados,
beneficiando a produção de mudas de melancia das cultivares estudadas.

Palavras chave: Citrullus lanatus, Gás carbônico, Desenvolvimento vegetal.


Texto completo:

PDF

Referências


Referências

AIDAR, M. P.M. et al. Effect of Atmospheric CO2

Enrichment on The Establishment of

Seedlings of Jatobá, Hymenaea courbaril L.,

Disponível em:

http://www.biotaneotropica.org.br. Acesso em: 23

nov. 2011.

BATTIST, D. S.; NAYLOR, R. I. Historical

Warnings of future food insecurity with

unprecedented seasonal heat. Science. v. 323, p.

-244, 2009.

BEWLEY, J.D.; BLACK, M. Seeds: physiology of

development and germination. 2. ed. New York:

Plenum Press. 1994, 445p.

BRASIL. Ministério da Ciência e Tecnologia. Lei

n. 12.187, de 29 de dezembro de 2009. Institui a

Política Nacional sobre Mudança do Clima –

PNMC e dá outras providências. Disponível em:

/2009/Lei/L12187.htm>. Acesso em: 2014.

BRASIL. Regras para análise de sementes.

Brasília: Ministério da Agricultura e da Reforma

Agrária. 1992. 365p.

CARVALHO, N.M.; NAKAGAWA, J. Sementes:

ciência, tecnologia e produção. Jaboticabal:

FUNEP. 2000. 588p.

CASTELLANE, P.D.; CORTEZ, G.E. A Cultura

da melancia. Jaboticabal: FUNEP/FCAVUNESP.

64p.

DURÃO, P.L.; GALVÃO, A.C. Gás carbônico em

irrigação: tecnologia de ponta para aumentar a

produtividade e qualidade dos produtos agrícolas.

Ciência Hoje. v.19, p. 2-15, 1995.

HENDRICKS, S. B.; TAYLORSON, R. B.

Variation in germination and aminoacid leakage of

seeds with temperature related to membrane

phase change. Plant Physiology. v. 58, p. 7-11,

IBGE. Produção agrícola municipal 2013:

Culturas temporárias e permanentes.

Disponível em: http://www.ibge.gov.br.. Acesso

em: 20 abr. 2014.

IDSO, S.B.; KIMBALL, B. A. Seasonal fine-root

biomass development of sour orange trees grown

in atmospheres of ambient and elevated CO2.

Plant Cell & Environment. v. 15, p. 337-341,

IPCC (Intergovernmental Panel on Climate

Change). Climate Change: The Physical Science

Basis. Cambridge University Press: Cambridge.

ITO, T. More intensive production of cucumber

under artificially controlled conditions. Acta

Horticulturae. v. 260, p. 381-389, 1989.

KOTOWSKI, F. Temperature relations to

germination of vegetable seeds. Proceedings of

the American Society of Horticultural Science.

v.23, p. 176-184. 1926.

LABOURIAU, L. G. A germinação das

sementes. Washington: Secretaria Geral da

Organização dos Estados Americanos, 1983.

LARCHER, W. Ecofisiologia vegetal. São

Carlos: RiMa, p.108-439, 2000.

LAWLOR, D.W.; MITCHEL, R. A. C. Crop

ecosystem responses to climatic change: wheat.

In: REDDY KK; HODGES HF. Climate Change

and Global Crop Productivity. Wallingford: CAB

International, UK. p. 57–80, 2000.

MAGUIRE, J. D. Speed of germination-aid in

selection and evaluation for seedling emergence

and vigor. Crop Science. v. 2, p. 176-177, 1962.

MOORE, P. D. How do plant cope when they live

in the shade? Nature. v. 349: p. 22, 1991.

MORTENSEN, L. M. Review: CO2 enrichment in

greenhouses. Crop Response. Science

Horticultural. v. 33, p 1-25, 1987.

MORTON, J F. The impact of climate change on

smallholder and subsistence agriculture.

Proceedings of the National Academy of

Sciences of the United States of America. v.

, n 50, p. 19080-19085, 2007.

NASCIMENTO W. M. Temperatura x germinação.

Seed News. v. 4, p.44-45, 2000.

______; DIAS, D. C. F. S.; SILVA, P. P.

Qualidade fisiológica da semente e

estabelecimento de plantas de hortaliças no

campo. In: CURSO SOBRE TECNOLOGIA DE

PRODUÇÃO DE SEMENTES DE HORTALIÇAS,

, 2011. Porto Alegre, 2011.

OLIVEIRA, L. J. C. Mudanças climáticas e seus

impactos na produtividade das culturas do

feijão e do milho no estado de Minas Gerais.

Viçosa: UFV, 2007.

PINTO, J. M. Aplicação de dióxido de carbono

em meloeiro. 1997, 85 f. Tese (Doutorado) –

Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz,

Universidade de São Paulo, Piracicaba, 1997.

PITOL, A.; WEBER, L. C.; PEDROSO, C. E. S.

Germinação de sementes de melancia em

diferentes temperaturas. In: CONGRESSO DE

INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UNIVERSIDADE

FEDERAL DE PELOTAS, 22, 2013. Pelotas,

RETUERTO, R.; WOODWARD, F. I. The

influences of increased CO2 and water supply on

growth, biomass allocation and water use

efficiency of Sinapis alba L. grown under defferent

wind speeds. Oecologia. v. 94, p. 415-427, 1993.

Disponível em:

http://link.springer.com/article/10.1007%2FBF003

#page-1>.

SAGE, R. F. How terrestrial organism sense,

signal, and response to carbon dioxide.

Integrative and Comparative Biology. v. 42, p.

-480, 2002.

SIQUEIRA, O. J. W.; STEINMETZ, S.;

SALLES, L. A. B. Efeitos potenciais das

mudanças climáticas na agricultura brasileira e

estratégias adaptativas para algumas culturas. In:

LIMA, M. A.; CABRAL, O. M. R.; MIGUEZ, J. D. G.

Mudanças climáticas globais e a agropecuária

brasileira. Jaguariúna: EMBRAPA. p.33-63,

STRECK, N. A. Climate change and

agroecosystems: the effect of elevated CO2 and

temperature on crop growth, development, and

yield. Ciência Rural. v. 35, p. 730-740, 2005.

TAIZ, L.; ZEIGER, E. Fisiologia Vegetal. Porto

Alegre: Artmed, 2004.

TUBIELLO, F. N.; DANATELLI, M.; STOCKLE, C.

O. Effects of climate change and elevated CO2 on

cropping systems: model predictions at two Italian

locations. European Journal of Agronomy. v.

, p. 179-189, 2000.

ZISKA, L. H.; TERAMURA, A. H. Intraspecific

variation in the response of Rice (Oryza sativa) to

increased CO2 – photosynthetic, biomass and

reproductive characteristics. Physiologia

Plantarum. v.84, p. 269-276, 1992.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Magistra

ISSN 2236-4420 - versão on line