Análise técnica-econômica de sistemas de colheita: toras curtas e toras longas sob métodos mecanizado e semimecanizado

Diego Weslley Ferreira Nascimento Santos, Elton Silva Leite, Deoclides Ricardo Souza, Haroldo Carlos Fernandes

Resumo


Resumo: Os custos de colheita florestal apresentam destaques nas empresas devido a sua importância,
sendo necessário realizar avaliações que possibilitem otimizar economicamente os maquinários. O presente
trabalho teve como objetivo avaliar técnico-economicamente sistemas de colheita de toras curtas e toras
longas sob método mecanizado e semi-mecanizado. Avaliou-se quatro módulos de colheita florestal: 1)
toras curtas mecanizado (harvester e forwarder); 2) toras longas mecanizado (feller-buncher e skidder); 3)
toras curtas semi-mecanizado (motosserra e guindaste) e 4) toras longas semi-mecanizado (motosserra e
cabo aéreo). A análise baseou-se na determinação dos custos operacionais, custo de produção, análise de
sensibilidade, taxa interna de retorno e ponto de equilíbrio. O valor de aquisição das máquinas e o custo
com manutenção e reparos foram às variáveis mais influentes no custo operacional do sistema mecanizado,
com relação ao método semi-mecanizado as variáveis mais influentes foram: valor de aquisição das
máquinas e o custo com mão-de-obra. O maior custo operacional por hora efetiva de trabalho foi para o
módulo 2, porém apresentou o menor custo de produção. O módulo 3 teve o menor custo operacional e
teve a maior taxa interna de retorno. O módulo 4 apresentou o menor ponto de equilíbrio, evidenciando maior flexibilidade de operação.


Palavras chave: Ponto de equilíbrio, Colheita florestal, Custos


Texto completo:

PDF

Referências


American Society of Agricultural Engineers.

(2001). ASAE standards 2001: machinery,

equipment and buildings: operating costs (pp.

-226). Iowa: Ames.

Andreon, B. C. (2011). Análise de custos do corte

florestal semi mecanizado em regiões declivosas

no sul do Espírito Santo. (33f). Dissertação de

Mestrado, Universidade Federal do Espírito

Santo, Jerônimo Monteiro, SP, Brasil.

Associação Brasileira de Produtos de Florestas

Plantadas (2013). Anuário estatístico da ABRAF

: ano base 2012 (149p). Brasília.

Batista, H. L. (2008). Estudo do tempo e

rendimento da motosserra considerando fatores

ergonômicos numa exploração florestal na

Amazônia central (101f). Dissertação de

Mestrado, Universidade Federal do Amazonas,

Manaus, AM, Brasil.

Burla, E. R. (2008). Avaliação técnica e

econômica do “harvester” na colheita do eucalipto

(62f). Dissertação de Mestrado, Universidade

Federal Viçosa, Viçosa, MG, Brasil.

Fernandes, C. F. et al. (2009). Avaliação das

características técnica e econômica de um

sistema de colheita florestal de árvores inteiras.

Scientia Forestalis, 37 (83), 225-232.

Harry, G.G. et al. (1991). Análise dos efeitos da

eficiência no custo operacional de máquinas

florestais. Anais do Simpósio Brasileiro Sobre

Exploração e Transporte Florestal (pp. 57-75).

Belo Horizonte: UFV/SIF.

Leite, E. S.(2012a). Modelagem técnica e

econômica de um sistema de colheita florestal

mecanizada de toras curtas (109f). Tese de

Doutorado, Universidade Federal de Viçosa,

Viçosa, MG, Brasil.

Leite, E. S. et al. (2013). Avaliação do estudo de

tempo e movimentos, produtividade e custo de

produção no processo de corte semi mecanizado

em plantios de eucalipto. Magistra, 25 (2), 84-93.

Leite, E. S. et al. (2013b). Desempenho do

harvester na colheita de eucalipto em diferentes

espaçamentos e declividades. Revista Árvore, 38

(1), p.000-000.

Leite, E. S. et al.(2012b). Utilização de guindaste

na extração de madeira em região montanhosa.

Revista Árvore, 36 (1), 195-201.

Lopes, E. S. et al. (2011). Avaliação técnica e de

custos de um sistema de cabos aéreos na

extração de Pinus taeda L. em região

montanhosa. Scientia Forestalis, 39 (91), 387-

Lopes S. E. (2007). Análise técnica e econômica

de um sistema de colheita florestal (124f). Tese de

Doutorado, Universidade Federal de Viçosa,

Viçosa, MG, Brasil.

Machado C. C., & Lopes E. S. (2000). Análise da

influência do comprimento de toras de eucalipto

na produtividade e custo da colheita e transporte

florestal. Cerne, 6 (2), 124-129.

Malinovski, J. R., et al. (2008). Sistemas. In:

Machado, C. C. (Ed). Colheita Florestal (2ed.,

pp.161-184). Viçosa-MG: UFV.

Moreira, F. M. T. (2000). Avaliação técnica e

econômica de subsistemas de colheita de

madeira de eucalipto em terceira rotação (160f).

Dissertação de Mestrado, Universidade Federal

de Viçosa, Viçosa, MG, Brasil.

Nascimento, A. C. et al. (2011). Avaliação técnica

e econômica da colheita florestal com fellerbuncher.

Cerne, 17 (1), 9-15.

Oliveira, D., et al. (2010, agosto). Avaliação

técnica e econômica do trator florestal arrastador.

Anais do Seminário de Atualização Florestal e

Semana de Estudos Florestais. Irati: Unicentro,

, 11.

Oliveira, R. J. (2009). Avaliação técnica e

econômica de cabos aéreos na colheita de pinus

no município de Cerro Azul-PR. (54f). Dissertação

de Mestrado, Universidade Federal de Viçosa,

Viçosa, MG, Brasil.

Paula, E. N. S. O. (2011). Avaliação técnica, de

custos e ambiental de dois modelos de harvester

na colheita florestal (83f). Tese de Doutorado,

Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, MG,

Brasil.

Robert, R. C. G. (2013). Análise técnica e

econômica de um sistema de colheita

mecanizada em plantios de Eucalyptus spp. em

duas condições de relevo acidentado (113f). Tese

de Doutorado, Universidade Federal do Paraná,

Curitiba, PR, Brasil.

Silva, M. L., Jacovine, L. A. G., & Valverde, S. R.

(2005). Economia florestal (2.ed., 178p). Viçosa:

UFV.

Simões, D., & Fenner, P. T. (2010d). Avaliação

técnica e econômica do forwarder na extração de

madeira em povoamentos de eucalipto de

primeiro corte. Floresta, 40 (4), 711-720.

Simões, D. et al. (2010c). Custo e rendimento

operacionais da extração de madeira de eucalipto

com cabo aéreo. Cerne, 16 (2), 185-192.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Magistra

ISSN 2236-4420 - versão on line