Adubação silicatada via solo em cevada: rendimento e qualidade fisiológica de sementes

André Pich Brunes, Lizandro Ciciliano Tavares, Sandro de Oliveira, Francisco Amaral Villella

Resumo


Resumo: A nutrição mineral de plantas com silício pode influenciar a qualidade fisiológica e o rendimento de sementes. Objetivou-se no presente trabalho avaliar o efeito da adubação silicatada no rendimento e na qualidade fisiológica das sementes de cevada. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, com quatro repetições. Os tratamentos consistiram em combinações de duas fontes de silício em seis diferentes doses, em esquema fatorial 2 x 6 (Fator A: caulim e cinza de casca de arroz, Fator B: níveis de zero, 500, 1000, 1500, 2000 e 2500 kg de silício por ha-1), totalizando 12 tratamentos, com quatro repetições. A qualidade fisiológica das sementes produzidas foi avaliada por testes de vigor e de germinação, sendo também avaliados número de espigas por planta, número de sementes por planta, peso hectolítrico, peso de mil sementes e rendimento. A adubação silicatada em cevada com as fontes caulim e cinza de casca de arroz, via solo, influenciam negativamente a qualidade fisiológica das sementes produzidas, entretanto aumentam o número de sementes por planta e o rendimento até a dose de 2500 kg ha-1.

 

Palavras chave: Hordeum vulgare L., Caulim, Cinza de casca de arroz, Vigor, Produtividade.


Texto completo:

PDF

Referências


Balastra, M. L. F., Perez, C. M., Juliano, B. O., & Villreal, C. P. (1989). Effects of silica level on some properties of Oryza sativa straw and hull. Canadian Journal of Botany, Ottawa, 67, 2356-2363.

Barbosa, N. C., Venâncio, R., Assis, M. H. S., Paiva, J. B., Carneiro, M. A. C., & Pereira, H. S. (2008). Formas de aplicação de silicato de cálcio e magnésio na cultura do sorgo em neossolo quartzarênico de cerrado. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, 38 (4), 290-296.

Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. (2009). Regras para análise de sementes (395p). Brasília, DF: Mapa/ACS.

Brasil. (2004). Decreto N0 4954. Aprova o regulamento da lei nº 6.894 de 16 de janeiro de 1980, que dispõe sobre a inspeção e fiscalização da produção e do comércio de fertilizantes, corretivos, inoculantes ou biofertilizantes destinados à agricultura, e dá outras providências (27p). Brasília, DF: Diário Oficial da União.

Cardozo, M. T., Schuch, L. O. B., & Rosenthal, M. D. (2002). Efeito do retardamento da colheita sobre a qualidade fisiológica de sementes de aveia branca (Avena sativa L.). Revista Brasileira de Sementes, Londrina, 24 (1), 331-338.

Carvalho, N. M., & Nakagawa, J. (2000). Sementes: ciência, tecnologia e produção (4 ed., 588p). Jaboticabal: FUNEP.

Cicero, S. M., & Vieira, R. D. Teste de frio. In: Vieira, R.D. & Carvalho, N. M. (Ed.) (1994). Testes de vigor em sementes (pp151-164). Jaboticabal: FUNEP.

Cocker, K. M., Evans, D. E., & Hodson, M. J. (1998). The amelioration of aluminium toxicity by silicon in higher plants: solutions chemistry or in plant mechanism? Physiologia Plantarum, Copenhagen, 104, 608-614.

Companhia Nacional de Abastecimento (2012). Acompanhamento da safra brasileira de grãos, Safra 2012/2013: décimo levantamento novembro/2013. Recuperado em 17 julho 2012 de http://www.conab.gov.br/OlalaCMS/uploads/arquivos/12_07_05_08_41_20_boletim_graos_10julho_2012.pdf .

Copeland, L. O., & McDonald, M. B. (2001). Principles of seed science and technology (4th ed., 467p). New York: Chapman & Hall.

Deren, C.W., Datnoff, L.E., Snyder, G.H. & Martin, F.G. (1994). Silicon concentration, disease response, and yield components of rice genotypes grown on flooded organic histosols. Crop Science, Madison 34 (2), 733-737.

Gong, H. J., Chen, K. M., Chen, G. C., Wang, S. M., & Zhang, C. L. (2003). Effects of silicon on growth of wheat under drought. Journal of Plant Nutrition, New York, 26 (5), 1055-1063.

Guo, W., Hou, Y.L., Wang, S.G., & Zhu, Y.G. (2005). Effect of silicate on the growth and arsenate uptake by rice (Oryza sativa L.) seedlings in solution culture. Plant and Soil, 272 (1/2), 173-181.

Harter, F.S., & Barros, A.C.S.A. (2011). Cálcio e silício na produção e qualidade de sementes de soja. Revista Brasileira de Sementes, Londrina, 33 (1), 54-60.

Korndörfer, G.H., & Lepsh, I. Effect of silicon on plant growth and crop yield. In: Datnof et al (Eds) (2001). Silicon on Agriculture (pp33-147).

Korndörfer, G.H., Pereira, H. S., & Camargo, M. S. (2002). Silicatos de cálcio e magnésio na agricultura. (Boletim Técnico, n.1, 2. ed. , 23p). Uberlândia: Universidade Federal de Uberlândia.

Korndörfer, G.H., Pereira, H. S., & Camargo, M. S. (2003). Silicatos de cálcio e magnésio na agricultura (Boletim Técnico, n.1, 22p). Universidade Federal de Uberlândia: Uberlândia.

Lima, B. D., Barros, A. C. S. A., Silva, J. L., Stohlirk, J., Bin, F., & Cichelero, T. (2009, setembro). Silicato de alumínio (Caulim) na qualidade fisiológica e produtividade de sementes de arroz (Oryza sativa L.). Anais do Congresso de Iniciação Científica, Pelotas, RS, Brasil, 18.

Lima Filho, O. F. (2009). História e uso do silicato de sódio na agricultura (112p). Dourados: Embrapa Agropecuária Oeste.

Ma, J. F., & Yamaji, N. (2006). Silicon uptake and accumulation in higher plants. Review Trends in Plant Science (Abiotic stress series), London, 11, 342-397.

Machado, A. A., & Conceição, A.R. (2003). Sistema de análise estatística para Windows: Winstat. (Versão 2.0.) [Software]. Pelotas: UFPel, 2003.

Malavolta, E. (2006). Manual de nutrição mineral de plantas (638p). São Paulo: Editora Agronômica Ceres.

Matichenkov, V. V., Kosobrukhov, A. A., Shabnova, N. I., & Ocharnikova, E. A. (2005). Plant response to silicon fertilizers under salt stress. Agrokhimiya, Moscow, 10, 59-63.

Matoh, T., Murata, S. & Takahashi, E. (1991). Effect of silicat application on photosynthesis of rice plants. Japanese Journal of Soil Science and Plant Nutrition, Tokyo, 63 (3), 248-251.

Mauad, M., Crusciol, C.A.C., Grassi Filho, H., & Correa, J.C. (2003). Nitrogen and silicon fertilization of upland rice. Scientia Agricola, Piracicaba, 60 (4), 761-765.

Melo, S.P., Korndönfer, G.H., Korndönfer, C.M., Lana, R.M.Q., & Santana, D.G. (2003). Silicon accumulation and water deficit tolerance in Brachiaria grasses. Scientia Agricola, Piracicaba, 60, 755-759.

Minella, Euclydes. (2012). A árvore do conhecimento: cevada. Brasília, DF: Agência Embrapa de Informação Tecnológica, Recuperado

em 22 fevereiro, 2016 de

https://www.agencia.cnptia.embrapa.br/gestor/cevada/arvore/CONT000fyt381uk02wx5ok0vcihk68tas55r.htm

Muossa, HR. (2006). Infuence of exogenous application of silicon on physiological response of salt-stressed maize (Zea mays L.). International Journal Agriculture e Boilogy, Pakistan, 8, 293–297.

Nakagawa, J. Testes de vigor baseados no desempenho das plântulas. In: Krzyzanowski, F.C., Vieira, R. D., & França-Neto, J.B. (1999). Vigor de sementes: conceitos e testes (Cap.2, pp.9-13). Londrina: ABRATES.

Rodrigues, F. A., Mcnally, D. J., Datnoff, L. E.,Jones, J.B., Labbé, C., Benhamou, N., Menzies, J. G., & Bélange, R. R. (2004). Silicon enhances the accumulation of dipertenoid phytoalexins in rice: a potential mechanism for blast resistence. Phytopatology, Saint Paul, 94 (2), 177-183.

Sá, M. E. (1994). Importância da adubação na qualidade de semente. In: Sá,, M. E., & Buzzeti, S. (Ed.) Importância da adubação na qualidade dos produtos agrícolas (pp.65-98). São Paulo: Ícone.

Singh, A. K., Singh, R. Singh, K. (2005a). Growth, yield and economics of rice (Oryza sativa) as influenced by level and time of silicon application. Indian Journal of Agronomy, New Delhi, 50 (3), 190-193.

Singh, K. K, Singh, K., Singh, R. S., Singh, R., & Chandel, R. S. (2005b). Silicon nutrition in rice: a review. Agricultural Reviews, New Delhi, 26 (3),

- 228.

Sociedade Brasileira de Ciência do Solo. (2004). Manual de Adubação e de Calagem para os estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina (10 ed., 400p). Porto Alegre: Comissão de química e fertilidade do solo.

Streck, E.V., Kämpf, N., Dalmolin, Brachiaria grasses. Scientia Agricola, Piracicaba, 60, 755-759.

Minella, Euclydes. (2012). A árvore do conhecimento: cevada. Brasília, DF: Agência Embrapa de Informação Tecnológica, Recuperado

em 22 fevereiro, 2016 de

https://www.agencia.cnptia.embrapa.br/gestor/cevada/arvore/CONT000fyt381uk02wx5ok0vcihk68tas55r.htm

Muossa, HR. (2006). Infuence of exogenous application of silicon on physiological response of salt-stressed maize (Zea mays L.). International Journal Agriculture e Boilogy, Pakistan, 8, 293–297.

Nakagawa, J. Testes de vigor baseados no desempenho das plântulas. In: Krzyzanowski, F.C., Vieira, R. D., & França-Neto, J.B. (1999). Vigor de sementes: conceitos e testes (Cap.2, pp.9-13). Londrina: ABRATES.

Rodrigues, F. A., Mcnally, D. J., Datnoff, L. E.,Jones, J.B., Labbé, C., Benhamou, N., Menzies, J. G., & Bélange, R. R. (2004). Silicon enhances the accumulation of dipertenoid phytoalexins in rice: a potential mechanism for blast resistence. Phytopatology, Saint Paul, 94 (2), 177-183.

Sá, M. E. (1994). Importância da adubação na qualidade de semente. In: Sá,, M. E., & Buzzeti, S. (Ed.) Importância da adubação na qualidade dos produtos agrícolas (pp.65-98). São Paulo: Ícone.

Singh, A. K., Singh, R. Singh, K. (2005a). Growth, yield and economics of rice (Oryza sativa) as influenced by level and time of silicon application. Indian Journal of Agronomy, New Delhi, 50 (3), 190-193.

Singh, K. K, Singh, K., Singh, R. S., Singh, R., & Chandel, R. S. (2005b). Silicon nutrition in rice: a review. Agricultural Reviews, New Delhi, 26 (3),

- 228.

Sociedade Brasileira de Ciência do Solo. (2004). Manual de Adubação e de Calagem para os estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina (10 ed., 400p). Porto Alegre: Comissão de química e fertilidade do solo.

Streck, E.V., Kämpf, N., Dalmolin, R.S.D., Klamt, E., Nascimento, P.C., Schneider, P., Giasson, E., & Pinto, L.F.S. (2008). Solos do Rio Grande do Sul. (2 ed., 222p) Porto Alegre: EMATER/RS-ASCAR.

Toledo, M. Z., Garcia, R. A., Merlina, A., & Fernandes, D. M. (2011). Seed germination and seedling development of white oat affected by silicon and phosphorus fertilization. Scientia Agricola, Piracicaba, 68 (1), 18-23.

Tuna, A. L., Kaya, C., Higgs, D., Amador, B. M., Aydemir, S., & Girgin, A. R. (2008). Silicon improves salinity tolerance in wheat plants. Envirinmental and Experimental Botany, Amsterdam, 62, 10-16.

Vigano, J., Braccini, A. L., Scapim, C. A., Franco, F. A., Schuster, I., Moterle, L. M., & Texeira, L. R.(2010). Qualidade fisiológica de sementes de trigo em resposta aos efeitos de anos e épocas de semeadura. Revista Brasileira de Sementes, Londrina, 32 (3), 86-96.

Yoshida, S., Ohnishi, Y., & Kitagishi, K. (1962). Chemical forms, mobility and deposition of silicon in rice plant. Soil Science and Plant Nutrition, Tokyo, 8 (3), 15-21.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Magistra

ISSN 2236-4420 - versão on line