Padronização da produção e desenvolvimento de tecnologias de estocagem da farinha de cefalotórax de camarão marinho (Litopenaeus vannamei)

Fabíola Helena dos Santos Fogaça, Sidely Gil Alves Vieira, Luiz Gonzaga Alves dos Santos Filho, João Avelar Magalhães, Thiago Nobre Gomes, Irani Alves Ferreira, Thiago Fernandes Alves Silva

Resumo


Resumo: O processamento do camarão marinho Litopenaeus vanammei resulta em grande volume de subprodutos, ricos em nutrientes, que submetidos a tecnologias adequadas, agregam valor ao pescado. O objetivo do estudo foi produzir uma farinha de cefalotórax do camarão marinho, padronizar seu processo de secagem, avaliar sua qualidade nutricional e sua estabilidade durante a estocagem em temperatura ambiente. Foram utilizados 120 kg de cefalotórax de camarão, que produziram 24 kg de farinha, estocadas em embalagens seladas e a vácuo, durante 120 dias. Os testes de secagem mostraram que a temperatura de 60 °C garante maior teor de proteína bruta na farinha e rendimento médio de 18,50%. Durante o período de armazenagem houve efeito significativo (p<0,05) do tempo de estocagem e da embalagem utilizada na composição do produto. A farinha de cefalotórax de camarão produzida em laboratório mostrou excelente valor nutricional, durante 120 dias de estocagem a vácuo, o que demonstra seu potencial como fonte de nutrientes em dietas animais, como peixes e camarões.

Palavras chave: Carcinicultura, Croteína bruta, Temperatura de secagem


Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, R. M. V. et al. Estabilidade de farinha de

batata-doce biofortificada. Brazilian Journal of

Food Technology, Campinas, v.15, n.1, p.59-71,

jan./mar. 2012.

ANVISA. Portaria nº 354, de 18 de julho de 1996.

Disponível em

http://www.anvisa.gov.br/anvisalegis/portarias/354

_96.htm> Acesso em 06/08/2014.

A.O.A.C. Official methods os analysis of the

Association of Analytical Chemist International,

th ed. Arlington: AOAC, 2000. 937 p.

ASCHERI, D. P. R.; RIBEIRO, M. M.; ASCHERI,

J. L. R.; CARVALHO, C. W. P. Isotermas de

adsorción de agua y estabilidad de harinas

extruídas de amaranto, arroz y maíz: estudio

comparativo. Alimentaria, Barcelona, v. 363, n. 5,

p. 100-107, 2005.

ASSIS, A. S.; STAMFORD, T. C. M.;

STAMFORD, T. L. M. Bioconversão de resíduos

de camarão Litopenaeus vannamei (Boone, 1931)

para produção de biofilme de quitosana. Revista

Iberoamericana de Polímeros, Bilbao, v. 9, n. 8, p.

-499, out, 2008.

AZEVEDO, C. M. S. B. et al. Desempenho

produtivo de tilápias em viveiros

intermitentemente drenados para irrigação.

Caatinga, Mossoró, v.21, n.1, p.29-

,janeiro/março, 2008.

BECKTEL, W. J.; SCHELLMAN, J. A. Protein

stability curves. Biopolymers, New York, v.26,

p.1859-1877, 1987.

CAVALHEIRO, J. M.O.; SOUZA, E. O.; BORA, P.

S. Utilization of shrimp industry waste in the

formulation of tilapia (Oreochromis niloticus

Linnaeus) feed. Bioresource Technology, New

York, v.98, p.602–606, 2007.

CASTRO, A. A.; PAGANI, G.D. Secagem e

composição química da cabeça de camarão

(Litopenaeus vannamei Bonne) a diferentes

temperaturas. Revista Brasileira de Produtos

Agroindustriais, João Pessoa, v.6, n.2, p.123-129,

COSTA, C. N.; PORTZ, L.; HISANO, H.;

DRUZIAN, J. I.; LEDO, C. A. S. Silagem ácida do

resíduo do camarão Litopenaeus vannamei em

rações para tilápia do Nilo. Acta Scientarium.

Animal Sciences, Maringá, v. 31, n. 2, p. 161-167,

FAO. Global Aquaculture Production. Disponível

em

-aquaculture-production/en> Acesso em

/08/2014.

FENNEMA, O.R. Química de los alimentos. 2.ed.

Zaragoza: Acribia, 2000. 1258p.

FLORENTINO, H. O.; BISCARO, A. F. V. ;

PASSOS, J. R. S. Sigmoidal functions applied in

the determination of specific methanogenicactivity - SMA. Revista Brasileira de Biometria,

Jaboticabal, v. 28, p. 141-150, 2010.

GUILHERME, R. F.; CAVALHEIRO, J. M. O.;

SOUZA, P. A. S. Caracterização química e perfil

aminoacídico da farinha de silagem de cabeça de

camarão. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 31,

n. 3, p. 793-797, 2007.

LIMA, S. B. P.; RABELLO, C. B. V.; DUTRA

JUNIOR, W. M.; LUDKE, M. C. M. M.; COSTA, F.

G. P. Avaliação nutricional da farinha da cabeça

de camarão marinho (Litopenaeus vannamei)

para frangos de corte. Caatinga, Mossoró, v. 20,

n. 3, p. 38-42, 2007.

LIMA, C. P. S.; SERRANO, N. F. G.; LIMA, A. W.

O.; SOUSA, C. P. Presença de Microrganismos

Indicadores de Qualidade em Farinha e Goma de

Mandioca (Manihot esculenta, Crantz). Revista

APS, Juiz de Fora, v.10, n.1, p. 14-19, jan./jun.

MIR, M. A; NATH, N. Sorption isotherms of

fortified mango bars. Journal of Food Engineering,

Amsterdam, v. 25. p. 141-50, 1995.

MOTA, W. F.; MARTINS, A. M.; ARAÚJO, M. W.;

L. Utilização da atmosfera modificada com filme

de pvc e cera na conservação pós-colheita de

banana ‘prata anã’. Magistra, Cruz das Almas, v.

, n. 2, p. 108-115, abr./jun. 2012.

MPA. Boletim estatístico da pesca e aquicultura,

Brasil 2008-2009. Brasília: Ministério da Pesca e

Aquicultura, 2010. Disponível

em Acesso em 20/06/2012.

NWANNA, L. C.; BALOGUN, A. M.; AJENIFUJA,

Y. F.; ENUJIUGHA, V. N. Replacement of fish

meal with chemically preserved shrimp head in

the diets of African catfish, Clarias gariepinus.

Food, Agriculture and Environment, Helsinki, v. 2,

n. 1, p. 79-83, 2004.

ROBBINS, K.; SEWALT, V. Extending freshness

with rosemary extract. Inform, New York, v.16,

n.8, p.534-535, 2005.

ROCHA, J. B. S.; SILVEIRA, C. S.; LEDO, C. A.

S.; BARRETO, N. S. E. Composição e

estabilidade de farinha de tilápia (Oreochromis

niloticus) produzida artesanalmente para o

consumo humano. Magistra, Cruz das Almas,

v.23, n.4, p.215-220, out./dez., 2011.

ROSENFELD, D. J.; GERNAT, A. G.; MARCANO,

J. D.; MURILLO, J. G. LOPEZ, G. M.; FLORES, J.

. The effect of using different levels

ofshrimpmealin broiler diets. Poultry Science,

Champaign, v.76, p.581-587. 1997.

TEIXEIRA NETO, R. O.; VITAQLI, A.; QUAST, D.

G. . Reações de transformação e vida de

prateleira de alimentos processados. 3ª ed.

Campinas: ITAL, Manual técnico, n.6, 2004.

VIDOTTI, R. M.; GONÇALVES, G. S. Produção e

caracterização de silagem, farinha e óleo de

tilápia e sua utilização na alimentação animal.

Instituto de Pesca, textos técnicos, out., 2006.

Disponível em

Acesso em 27/08/2012.

WANASUNDARA, P. K. J. P. D.; SHAHIDI, F.

Antioxidants: science, technology, and

applications. In: SHAHIDI, F. (Ed.). Bailey’s

industrial oil and fat products: chemistry,

properties and health effects. 6.ª ed., v.1. EUA:

John Wiley & Sons, 2005. Cap. 11, p. 431-489.

ZAR, J. H. Biostatistical Analysis. 5ª ed. New

Jersey: Pearson Prentice-Hall, 2010. 944 p.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Magistra

ISSN 2236-4420 - versão on line