Emergência de plântulas de maracujazeiro cultivar BRS Mel do Cerrado e seus genitores com regulador vegetal

Jamile da Silva Oliveira, Carolina Gomes Viana, Fábio Gelape Faleiro, Marcelo Libindo Viana, Nilton Tadeu Vilela Junqueira

Resumo


No presente estudo, objetivou-se avaliar a porcentagem de emergência de plântulas da cultivar BRS Mel do Cerrado e seus genitores utilizando sementes tratadas e não tratadas com regulador vegetal. Para a avaliação das sementes foi utilizado um delineamento experimental inteiramente casualizado em arranjo fatorial 3 x 2, sendo os fatores, três genótipos (genitor feminino, BRS Mel do Cerrado e genitor masculino) e dois tratamentos de sementes ([1- água destilada e 2- uso do regulador vegetal Promalin® (15 ml L-1)]), com três repetições, totalizando 12 parcelas experimentais, cada parcela foi constituída por 50 sementes. Foram realizadas três contagens para a porcentagem de emergência das plântulas. Após a obtenção dos dados, análises de variância foram realizadas e as médias dos tratamentos foram comparadas pelo teste de Tukey a 5% de significância. O uso do regulador vegetal antecipou a emergência dos acessos avaliados e conseguiu estabilizar a emergência a partir de 30 dias após a semeadura. A maior diferença entre a emergência foi observada em 15 dias após a semeadura, indicando que a utilização antecipou muito a emergência das plântulas em relação as sementes não tratadas. O uso do regulador por viveiristas ou produtores que produzem as suas próprias mudas, pode possibilitar uma formação mais rápida e uniforme das mudas. O uso do regulador vegetal acelerou e aumentou a porcentagem de emergência dos genitores e da cultivar BRS Mel do Cerrado, e a BRS Mel do Cerrado apresentou uma heterose em relação aos genitores.


Texto completo:

PDF

Referências


Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. (2009). Regras para análise de sementes (395p). Brasília: Mapa/ACS.

Faleiro, F.G., Favero, A.P., Ferreira, M.E., & Junqueira, N.T.V. (2015). Potencial de uso das plantas agrícolas nativas e de seus parentes silvestres. In: Veiga, R.F.A., & Queiróz, M.A. (Org.). Recursos fitogenéticos: a base da agricultura sustentável no Brasil (1ed., v.1, pp.291-298) Viçosa: Ed. UFV.

Ferrari, T.B., Ferreira, G., Mischan, M.M., & Pinho, S.Z. (2008) Emergência de sementes de maracujá-doce (Passiflora alata Curtis): fases e efeito de reguladores. Biotemas, 21, 65-74.

Ferreira, G., Costa, P.N., Ferrari, T.B., Rodrigues, J.D., Braga, J.F., & Jesus, F.A. (2007). Emergência e desenvolvimento de plântulas de maracujazeiro azedo oriundas de sementes tratadas com bioestimulante. Revista Brasileira de Fruticultura, 29, 595-599.

Ferreira, G., Oliveira, A., Rodrigues, J.D., Dias, G.B., Detoni, A.M., Tesser, S.M., & Antunes, A.M. (2005). Efeito de arilo na germinação de sementes de Passiflora alata Curtis em diferentes substratos e submetidas a tratamentos com giberelina. Revista Brasileira de Fruticultura, 27, 277-280.

Maguire, J.D. (1962). Speed of germination aid in selection and evaluation for seedling emergence and vigor. Crop Science, 2,176-177.

Rêgo, E.R., Rêgo, M.M., Cruz, C.D., Finger, F.L., & Casali, V.W.D. (2011). Phenotypic diversity, correlation and importance of variables for fruit quality and yield traits in Brazilian peppers (Capsicum baccatum). Genetic Resources and Crop Evolution, 58, 909-918.

Santos, E.L., Póla, J.N., Barros, A.S.R., & Prete, C.E.C. (2007). Qualidade fisiológica e composição química das sementes de soja com variação na cor do tegumento. Revista Brasileira de Sementes, 29, 20-26.

Sudré, C.P., Rodrigues, R., Riva, E.M., Karasawa, M., & Amaral Jr., A.T. (2005). Divergência genética entre acessos de pimenta e pimentão utilizando técnicas multivariadas. Horticultura Brasileira, 23, 22-27.

Taiz, L. & Zeiger, E. (2013). Fisiologia vegetal ( 5ed., 954p). Porto Alegre: Artmed.

Toledo, M.Z., Fonseca, N.R., César, M.L., Soratto, R.P., Cavariani, C., & Crusciol, C.A.C. (2009). Qualidade fisiológica e armazenamento de sementes de feijão em função da aplicação tardia de nitrogênio em cobertura. Pesquisa Agropecuária Tropical, 39, 124-133.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Magistra

ISSN 2236-4420 - versão on line