Efeito da adubação orgânica no crescimento, produção e acúmulo de biomassa em algodoeiro

Mario Leno Martins Véras, Lunara de Sousa Alves, José Sebastião de Melo Filho, Toni Halan da Silva Irineu

Resumo


Resumo: O algodoeiro apresenta grande importância econômica, sendo considerada a principal cultura de fibra no mundo todo. Neste contexto, objetivou-se avaliar o efeito de doses e fontes de adubação orgânica no crescimento e produção do algodoeiro. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado, em esquema fatorial de 4 x 2, em 6 blocos, com três plantas por unidade experimental, totalizando 144 unidades experimentais. Os tratamentos constaram da combinação de diferentes doses: (0, 2, 4 e 6 t/ha-1) e 2 fontes de adubação orgânica: (A1 = torta de mamona e A2 = esterco caprino).  Aos 120 DAS avaliaram-se: número de botões florais, número de capulhos por planta, peso de capulhos, peso de plumas, número de sementes por capulho, número de sementes por planta e porcentagem de fibra. Os dados foram submetidos à análise de variância pelo teste “F” e, em caso de significância, foi realizada a análise regressão polinomial linear e quadrática. A adubação com esterco caprino promoveu maior produção de algodão cv. Rubi; a quantidade de 6 t/ha-1 de esterco caprino elevou as características produtivas de algodão; não se recomenda a utilização de torta de mamona para adubação de algodoeiro cv. Rubi.

Palavras chave: Gossypium hirsutum L., Insumos orgânicos, Produtividade.


Texto completo:

PDF

Referências


Alves, A. U., Oliveira, A. D., Alves, E. U., Oliveira, A. D., Cardoso, E. D. A., & Matos, B. F. (2009). Manejo da adubação nitrogenada para a batata-doce: fontes e parcelamento de aplicação. Ciência e Agrotecnologia 33, 1554-1559.

Alves, L., Veras, M. L. M., Melo Filho, J. S., Sousa, N. A., Ferreira, R.S., Figueiredo, L. F., Alves, E. C., Belarmino, K. S., Souza, M. A., & Mesquita, E. F. (2016). Growth aspects and production of cotton under salt stress as a function of organic fertilizer. African Journal of Agricultural Research 11, 4480-4487.

Araújo, E. R., Silva, T. O., Menezes, R. S., Fraga, V. D. S., & Sampaio, E. V. (2011). Biomassa e nutrição mineral de forrageiras cultivadas em solos do semiárido adubados com esterco. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental 15, 890-896.

Carvalho, L. P., Salgado, C. C., Farias, F. J. C., & Carneiro, V. Q. (2015). Estabilidade e adaptabilidade de genótipos de algodão de fibra colorida quanto aos caracteres de fibra. Ciência Rural 45, 598-605.

Cavalcante, L. F., Araujo Diniz, A., dos Santos, L. C. F., Rebequi, A. M., Cavalcante Nunes, J., & Silva Brehm, M. A. (2010). Teores foliares de macronutrientes em quiabeiro cultivado sob diferentes fontes e níveis de matéria orgânica. Semina: Ciências Agrárias 31, 19-28.

Cavalcante, Í. H. L., Rocha, L. F., Jr., G. B. S., Amaral, F. H. C., Neto, R. F., & Nóbrega, J. C. A. (2010). Fertilizantes orgânicos para o cultivo da melancia em Bom Jesus-PI. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, 5, 518-524.

Dias, A. S., Nobre, R. G., Lima, G. S., Gheyi, H. R., & Pinheiro, F. W. A. (2016). Crescimento e produção de algodoeiro de fibra colorida cultivad0o em solo salino-sódico e adubação orgânica. Irriga ,1, 260-273.

Ferreira, D.F. (2011). SISVAR: a computer statistical analysis system (Versão 5.3) [Software]. Ciência e Agrotecnologia, 35, 1039-1042.

Góes, G. B., Costa, I. G., Dantas, D. J., de Araújo, W. B. M., & Alencar, R. D. (2011). Utilização de húmus de minhoca como substrato na produção de mudas de tamarindeiro. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, 6, 125-131.

Hoffmann, I., Gerling, D., Kyogwom, U.B., & Manebielfeldt, A. (2001). Farmers management strategies to maintain soil fertility in a remote area in northwest Nigéria. Agriculture, Ecosystems & Environment, 86 (3), 263-275.

Jerônimo, J. F., Almeida, F. A. C., Silva, O. R. R. F., & Brandão, Z. N. (2014). Qualidade da semente e fibra de algodão na caracterização do descaroçador de 25 serras. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, 18, 664-671.

Kazama, E. H., Ferreira, F. M., Silva, A. R. B. D., & Fiorese, D. A. (2016). Influência do sistema de colheita nas características da fibra do algodão. Revista Ceres ,63, 631-638.

Leite, Y. S. A., Véras, M. L. M., de Melo Filho, J. S., de Melo, U. A., & Costa, F. X. (2015). Influência de quantidades e fontes de adubos orgânicos em plantas de amendoim (Arachis hypogaea L.). Agropecuária Técnica, 36, 167-175.

Lima, R. L. S., Severino, L. S., Sampaio, L. R., Sofiatti, V., Gomes, J. A., & Beltrão, N. E. M. (2011). Blends of castor meal and castor husks for optimized use as organic fertilizer. Industrial Crops and Products 33, 364-368.

Marouelli, W. A., Medeiros, M. A. D., Souza, R. F. D., & Resende, F. V. (2011). Produção de tomateiro orgânico irrigado por aspersão e gotejamento, em cultivo solteiro e consorciado com coentro. Horticultura Brasileira, 29, 429-434.

Melo, L. C. A., Silva, C. A., & Dias, B. D. O. (2008). Caracterização da matriz orgânica de resíduos de origens diversificadas. Revista Brasileira de Ciência do Solo, 32, 101-110.

Miranda, M. A., Oliveira, E. D., Santos, K. D., Freire, M. B. G. S., & Almeida, B. D. (2011). Condicionadores químicos e orgânicos na recuperação de solo salino-sódico em casa de vegetação. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental ,15, 484-490.

Nicolau Sobrinho, W., Santos, R. V., Jr., J. C. M., & Souto, J. S. (2009). Acúmulo de nutrientes nas plantas de milheto em função da adubação orgânica e mineral. Revista Caatinga, 22, 107-110.

Paiva, F. I. G., Gurgel, M. T., Oliveira, F. D. A., Costa, L. R., Mota, A. F., & Oliveira Jr., H. S. (2016). Qualidade da fibra do algodoeiro brs verde irrigado com águas de diferentes níveis salinos. Irriga ,1, 209-220.

Paixão, F. J. R., Beltrão, N. E. M., Azevedo, C. A. V., Pimentel, J. V. F., & Gomes, J. A. C. (2013). Production and yield components of castor bean BRS energia in function of different levels of irrigation and nitrogen organic fertilization. Applied Research & Agrotechnology, 6, 27-38.

Pereira, L. B., Arf, O., Santos, N. C. B., de Oliveira, A. E. Z., & Komuro, L. K. (2015). Manejo da adubação na cultura do feijão em sistema de produção orgânico. Pesquisa Agropecuária Tropical, 45, 29-38.

Pereira, T. A., Souto, L. S., da Silva Sá, F. V., de Paiva, E. P., de Souza, D. L., da Silva, V. N., & Souza, F. M. (2014). Esterco ovino como fonte orgânica alternativa para o cultivo do girassol no semiárido. Agropecuária Científica no Semiárido, 10, 59-64.

Pujer, S.K., Siwach, S.S., Sangwan, R.S., Sangwan, O., & Deshmukh, J. (2014). Correlation and path coefficient analysis for yield and fibre quality traits in upland cotton (Gossypium hirsutum L). Journal Cotton Research Development ,28, 214-216.

Silva, F. A. M., Vilas-Boas, R. L., & Silva, R. B. (2010). Resposta da alface à adubação nitrogenada com diferentes compostos orgânicos em dois ciclos sucessivos. Acta Scientiarum Agronomy, 32, 131-137.

Silva, L. V., Lima, V. L., Silva, V. N., Sofiatti, V., & Pereira, T. L. (2013). Torta de mamona residual e irrigação com efluente sobre crescimento e produção de algodoeiro herbáceo. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, 17, 1264-1270.

Silva, S. D. D., Presotto, R. A., Marota, H. B., & Zonta, E. (2012). Uso de torta de mamona como fertilizante orgânico. Pesquisa Agropecuária Tropical, 42, 10-15.

Silva, T. O., & Menezes, R. S. C. (2007). Adubação orgânica da batata com esterco e, ou, Crotalaria Juncea. II-disponibilidade de N, P e K no solo ao longo do ciclo de cultivo. Revista Brasileira de Ciência do Solo, 31, 51-61.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Magistra

ISSN 2236-4420 - versão on line