Qualidade pós-colheita de banana ‘Pacovan’ sob diferentes condições de armazenamento

Luirick Felix Silva Barbosa, Anderson Lima Alves, Karla dos Santos Melo de Sousa, Acácio Figueiredo Neto, Ítalo Herbert Lucena Cavalcante, Jucilayne Fernandes Vieira

Resumo


Resumo: O descarte de frutas tropicais e subtropicais representa um crescente problema para produção mundial de alimentos. No mundo, 54% do desperdício de alimentos ocorrem na fase inicial da produção, manipulação pós-colheita e armazenagem, o restante ocorre nas etapas de processamento, distribuição e consumo. Nesse sentido, o presente trabalho teve como objetivo avaliar o efeito de diferentes condições de temperatura, nos parâmetros químicos e físicos de frutos de banana ‘Pacovan’, armazenada durante 12 dias. Os cachos foram colhidos em grau de maturação 2 com a coloração da casca verde-maturo sendo lavados em água corrente e mergulhados por 5 minutos em solução desinfetante. Cada penca foi disposta em bandejas plásticas e submetidas a duas condições de armazenamento, sendo elas: T1- temperatura ambiente (25±1 ºC) e T2 - em B.O.D. à temperatura de 12±1 ºC. Os parâmetros utilizados para avaliar o efeito do acondicionamento nos frutos foram o pH, sólidos solúveis total, acidez titulável, relação SST/ATT, cor, massa e o teor de umidade da polpa. O experimento seguiu o delineamento inteiramente casualizado, em esquema fatorial (2x5), testando-se, respectivamente, duas temperaturas de armazenamento (ambiente e 12 ºC) e cinco tempos de armazenamento (0, 3, 6, 9 e 12 dias) com três repetições. Os resultados demonstraram que a refrigeração é eficaz na manutenção da qualidade física e química de frutos de banana da variedade ‘Pacovan'.

 Palavras chave: Musa spp., Conservação, Temperatura

 


Texto completo:

PDF

Referências


Aquino, C.F., Salomão, L. C.C., Pinheiro-Sant’ana, H.M., Ribeiro, S. M.R., Siqueira, D.L., & Cecon, P. R.(2018). Carotenoids in the pulp and peel of bananas from 15 cultivars in two ripening stages. Revista Ceres, 65 (3), 217-226.

Carvalho, A.V., Seccadio, L.L., Jr., M.M., & Nascimento, W.M.O. (2011). Qualidade pós-colheita de cultivares de bananeira do grupo ‘maçã’, na região de Belém – PA. Revista Brasileira de Fruticultura, 33 (4), 1095-1102.

Castricini, A., Coelho, E.F., Rodrigues, M.G.V., & Coutinho, R.C. (2012). Caracterização pós-colheita de frutos de bananeira ‘BRS platina’ de primeiro ciclo, sob regulação do déficit de irrigação. Revista Brasileira de Fruticultura, 34 (4), 1013-1021.

Chitarra, M.I.F., & Chitarra, A.B. (2005). Pós-colheita de frutos e hortaliças: fisiologia e manuseio (p.785). Lavras: UFLA.

Chen, H., Cao, S., Fang, X., Mu, H.,Yang, H., Wang, X., Xu, Q., & Gao, H. (2015). Changes in fruit firmness, cell wall composition and cell wall degrading enzymes in postharvest blueberries during storage. Scientia Horticulturae, 188, 44-48.

Damatto Jr.,, E. R., Leonel, S., & Pedroso, C. J. (2005). Adubação orgânica na produção e qualidade de frutos de maracujá-doce. Revista Brasileira de Fruticultura, 27 (1), 188-190.

Food and Agriculture Organization. (2013). Food wastage footprint: Impacts on natural resources (63p). Roma: FAO.

Falcão, H. A. S., Fonseca, A. O., Oliveira Filho, J. G., Pires, M. C., & Peixoto, J. (2017). R. Armazenamento de variedades de bananas em condições de atmosfera modificada com permanganato de potássio. Revista de Agricultura Neotropical, 4 (4), 1-7.

Fernandes, E.G., Leal, P.A.M., & Sanches, J. (2010). Climatização e armazenamento refrigerado na qualidade pós-colheita de bananas ‘nanicão’. Bragantia, 69 (3), p.735-744.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. (2018). Banco de dados agregados: sistema IBGE de recuperação automática: SIDRA. Recuperado em 5 agosto, 2018, de www.sidra.ibge.gov.br.

Jesus, S.C., Folegatti, M.I. da S., Matsuura, F.C.A.U., & Cardoso, R.L. (2004). Caracterização física e química de frutos de diferentes genótipos de bananeira. Bragantia, 63 (3), 315-323.

Lima, J.D., Rozane, D.E., Gomes, E.N. Silva, S.H.M.G., & Kluge, R.A. (2018). Alleviation of chilling injury in postharvest banana with protection materials. Emirates Journal of Food and Agriculture, 30 (8), 668-674.

Martins, R.N., Dias, M.S.C., Boas, E.V. de B.V., & Santos, L.O. (2007). Armazenamento refrigerado de banana ‘Prata Anã’ proveniente de cachos com 16, 18 e 20 semanas. Ciências Agrotécnologia, 31 (5), 1423-1429.

Melo, D. M., Castoldi, R., Charlo, H.C. O., Galatti, F. S., & Braz, L. T. (2012). Produção e qualidade de melão rendilhado sob diferentes substratos em cultivo protegido. Revista Caatinga, 25 (1), 58-66.

Motta, J.D., Queiroz, A.J. M., Figueirêdo, R. M. F., Sousa., & K. S. M. (2015). Índice de cor e sua correlação com parâmetros físicos e físico-químicos de goiaba, manga e mamão. Comunicata Scientiae, 6 (1), 74-82.

Moser, S., Muller, T., Holzinger, A., Lutz, C., & Krautler, B. (2012). Structures of chlorophyll catabolites in bananas (Musa acuminata) reveal a split path of chlorophyll breakdown in a ripening fruit. Chemistry, 18 (35), 10873-10885.

Nobre, R.C.G., Lucena, E.M.P., Gomes, J.P., Araújo, D.R., & Quirino, D.J.G. (2018). Post-harvest quality of bananas Prata-anã and Nanica after application of exogenous ethylene in maturation. Revista Brasileira de Fruticultura, 40 (5), e-940,

Nogueira, D.H., Pereira, W.E., Silva, S., Araújo., & R.C. (2007). Mudanças fisiológicas e químicas em bananas ‘Nanica’ e ‘Pacovan’ tratadas com carbureto de cálcio. Revista Brasileira de Fruticultura, 29 (3), 460-464.

Oliveira, J.A.A. (2014). Tolerância ao frio dos frutos de diferentes cultivares de bananeiras Dissertação de Mestrado, Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, MG, Brasil.

Oliveira Neto, O. C., & Silva, S. M. (2004). Mudanças nas clorofilas e carotenóides totais de banana ‘Prata’ tratada com 1- metilciclopropeno e atmosfera modificada. Proceedings of the Interamerican Society for Tropical Horticulture, 47, 122-124.

Oliveira, T. A., Aroucha, E. M. M., Souza, M.S. M., Leite, R.H. L., Santos. & F.K.G. (2012). Efeito do biofilme de gelatina e cloreto de cálcio na coloração de quiabo armazenado sob refrigeração. Agropecuária Científica no Semiárido, 8 (2), 07-11.

Payasi, A., & Sanwal, G.G. (2010). Ripening of climacteric fruits and their control. Journal of Food Biochemistry, 34 (4), 679-710.

Pereira, M.C.T., Salomão, l.C.C., Santos, R.C., Silva, S.O., Cecon, P.R., Nietsche, S. (2015). Aplicação em pré-colheita de cloreto de cálcio no controle do despencamento natural dos frutos de bananeira ‘FHIA-18’. Ciência Rural, Santa Maria, 45 (11), 1925-1931.

Pinheiro, A. C. M, Vilas Boas, E.V., Alves, A.P., Selva, M. C. (2007). Amadurecimento de bananas maçã submetidas ao 1-metilciclopropeno (1-MCP). Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, 29 (1), 001-004.

Pires, V.C.F., Silva, F.L.H., & Souza, R.M.S. (2014). Parâmetros da secagem da banana Pacovan e caracterização físico-química da farinha de banana verde. Revista Verde, 9 (1),197-209.

Prill, M. A. S., Neves, L. C., Chagas, E.A., Tosin, J. M., & Silva, S. S. (2012). Métodos para a climatização de bananas 'Prata Anã' produzidas na Amazônia setentrional brasileira. Revista Brasileira de Fruticultura, 34 (4), 1030 1042.

Ribeiro, D. M., Corrêa, P. C., Cecon, P.R., Reis Neto, S. A., & Nogueira, B. L. (2008). Cinética dos índices de cor e da textura da banana. Revista Brasileira de Armazenamento, 33, 83-93.

Salles, J. R. J., Neto, J. A. M., & Gusmão, L. L. (2006). Qualidade da banana “pacovan” comercializada no período maio – outubro de 2003 em São Luís– MA. Revista da FZVA, 13 (2), 90-96.

Santos, T.C., Aguiar, F.S., Rodrigues, M.L.M., Mizobutsi, G.P., & Pinheiro, J.M.S. (2018). Quality of bananas harvested at different development stages and subjected to cold storage. Pesquisa Agropecuária Tropical, 48 (2), p.90-97.

Santos, I. B., Silva, L. P. L., Silva, A. A., & Lima, A. G. B. (2010). Transporte de massa em sólidos com forma arbitrária via método integral baseado em Galerkin usando condição de contorno convectiva. Mecánica Computacional, 19, 2865-2881.

Sarmento, J. D. A., Morais, P. L. D., Silva, G.G., Sarmento, D. H. A., & Batalha, S. A. (2012). Qualidade pós-colheita de banana submetida ao cultivo orgânico e convencional. Revista Brasileira de Produtos Agroindustriais, 14 (1), p.85-93.

Sarmento, C. A. R. (2012). Determinação do ponto de colheita e avaliação da pós-colheita de banana princesa utilizando biofilme. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE, Brasil.

Silva, C. S., Lima, L. C., Santos, H. S., Camili, E. C., Vieira, C.R.Y., Martin, C.S, & Vieites, R.L. (2006) Amadurecimento da banana-prata climatizada em diferentes dias após a colheita. Ciência e Agrotecnologia, 30 (1), 103-111.

Silva, D. F. P., Salomão, L. C. C., Siqueira, D. L., Cecon, P. R., & Struiving, T.B. (2012). Amadurecimento de manga ‘Ubá’ com etileno e carbureto de cálcio na pós-colheita. Ciência Rural, 42 (2), 223-220

Silva, F. A. S. S., & Azevedo, C. A. V. (2016). The Assistat Software Version 7.7 and its use in the analysis of experimental data (Version 7.7) [Software]. Academic Journal, 11(39), 3733-3740. DOI: 10.5897/AJAR2016.11522

Singh, V., Hedayetullah, M.d., Zaman, P., & Mehe, J. (2014). Postharvest Technology of Fruits and Vegetables: An Overview. Journal of Postharvest Technology, 2 (2), 124-135.

Schmidt, F., & Efraim, P. (2016). Pré-Processamento de Frutas, Hortaliças, Café, Cacau e Cana de Açúcar (168 p). Rio de Janeiro: Elsevier Brasil.

Systat Software Inc. (2006). Sigmaplot (Versão 10.0.) [Software]. Disponível em: http://www.sigmaplot.co.uk.

Vergeiner, C., S., Banala., S & Kräutler, B. (2014). Chlorophyll breakdown in senescent banana leaves: catabolism reprogrammed for biosynthesis of persistent blue fluorescent tetrapyrroles. Chemistry, 19 (37),12294 -12305.

Xiao, Y., Chen, J., Kuang, J., Shan, W., Xie, H., Jiang, Y., & Lu, W. (2013). Banana ethylene response factors are involved in fruit ripening through their interactions with ethylene biosynthesis genes. Journal of Experimantal Botany, 64 (8), 2499-2510.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Magistra

ISSN 2236-4420 - versão on line