Adubação silicatada foliar associada ao nitrogênio em cobertura na cultura do arroz de terras altas

Leonardo Freese Silva Prado, Claudio Hideo Martins da Costa, Rogério Borges de Oliveira Paz, Bárbara de Fátima Silva Moura, Fabiana Larissa Amaral da Costa

Resumo


Resumo: A adubação nitrogenada é prática primordial para alcançar elevada produtividade de grãos, entretanto doses elevadas deste nutriente podem promover acamamento e deixar as plantas mais suscetíveis a doenças. Assim, a aplicação de silício pode contribuir para a formação de plantas mais eretas aumentando a eficiência fotossintética, resultando em maior produtividade da cultura. Objetivou-se com esse trabalho avaliar o efeito da adubação silicatada foliar associada a diferentes doses de N na cultura do arroz. O experimento foi instalado a campo no delineamento em blocos ao acaso, em esquema fatorial 4x2, com 4 repetições. Os tratamentos consistiram em quatro doses de nitrogênio aplicado em cobertura (0, 20, 40, 80 kg ha-1 de N) e duas doses de silício (0 e 0,8 L ha-1de SiO2). Foram determinadas as seguintes características: altura de plantas; altura de inserção da folha bandeira; comprimento da panícula; massa de 1000 grãos; número de grãos por panícula; e produtividade da cultura. Os dados coletados foram submetidos à análise de variância, as médias do fator doses de silício foram comparadas pelo teste F a 5% de probabilidade e as médias do fator doses de nitrogênio foram ajustadas a funções matemáticas a 5% de probabilidade. A aplicação de Si promoveu aumento no comprimento da panícula, no número de grãos por panícula e na produtividade grãos de arroz. O número de panículas por metro quadrado e o número de grãos por panícula aumentou de forma quadrática com as doses de N, resultando em aumento quadrático na produtividade de grãos de arroz.

Palavras chave: Oryza sativa, Adubação nitrogenada, Adubação silicatada


Texto completo:

PDF

Referências


Agarie, S., et al. (1998). Effects of silicon on tolerance to water defit and heat stress in rice plants (Oryza sativa L.), monitored by electrolyte leakage. Plant Production Science, 2 (1), 96- 103.

Alvarez, A. C. C. (2004). Produção do arroz em função da adubação com silício e nitrogênio no sistema de sequeiro e irrigado por aspersão. Botucatu (84f). Dissertação de Mestrado, Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agronômicas, Botucatu, SP, Brasil.

Artigiani, A. C. C., et al. (2014). Adubação silicatada no sulco e nitrogenada em cobertura no arroz de sequeiro e irrigado por aspersão. Bioscience Journal, 30 (supl.1), 240-251.

Ávila, F. W.. et al. (2010). Interação entre silício e nitrogênio em arroz cultivado sob solução nutritiva. Revista Ciência Agronômica, 41 (2), 184-190.

Barbosa Filho, M. P., et al. (2000). Importância do silício para a cultura do arroz: uma revisão de literatura. Informações Agronômicas, Piracicaba, (Encarte técnico, n. 89, pp1-8).

Barbosa Filho, M. P. (1987). Nutrição e adubação do arroz (127p). Piracicaba: Associação Brasileira para Pesquisa da Potassa e do Fosfato.

Cheng, F., et al. (2007). A diferença de teor de amilose dentro de uma panícula afetados pela morfologia da panícula de cultivares de arroz. Journal of Cereal Science, 46 (1), 49-57.

Companhia Nacional De Abastecimento (2018). Acompanhamento da safra brasileira: Grãos - Safra 2017/18 –Oitavo Levantamento (145p). Brasília, DF: CONAB.

Cardoso, M.R.D.. Marcuzzo, F.F.N., & Barros, J.R. (2014). Classificação climática de köppen-geiger para o estado de Goiás e o Distrito Federal. ACTA Geográfica, 8 (16), 40-55.

Carvalho, J. C. (2000). Análise de crescimento e produção de grãos da cultura do arroz irrigado por aspersão em função da aplicação de escórias de siderurgia como fonte de silício. (119f). Dissertação de Mestrado, Universidade Estadual Paulista Faculdade de Ciências Agronômicas, Botucatu, SP, Brasil.

Datnoff, L. E., et al. (2007). Silicon and plant disease. In: Datnoff, L. E.. Elmer, W. H. & Huber, D. M. (Ed.). Mineral nutrition and plant disease (cap. 7, pp. 233-246). St Paul: The American Phytopathological Society Press.

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. (2013). Sistema brasileiro de classificação de solos (3.ed., 353p). Brasília: Embrapa.

Ferreira, D. F. (2008). SISVAR: a program for statistical analysis and teaching. Revista Symposium, 6, 36–41.

Fornasieri Filho, D., & Fornasieri, J. L. (2006). Manual da cultura do arroz. Jaboticabal: FUNEP.

Guimarães, C. M., Fageria, N. K., & Barbosa Filho, M. P. (2002). Como a planta de arroz se desenvolve. Arquivo do Agrônomo, Campinas, 13, 1-12.

Hernandes, A., et al. (2010). Doses, fontes e épocas de aplicação de nitrogênio em cultivares de arroz. Ciência e Agrotecnologia, 34, 307-312.

Huber, D. M., & Thompson, L. A. (2007). Nitrogen and plant disease. In: Datnoff, L. E.. Elmer, W. H., & Huber, D. M. (Ed.). Mineral nutrition and plant disease (pp. 31 -44). Washington: The American Phytopathological Society Press.

Mauad, M., et al. (2003). Teores de silício no solo e na planta de arroz de terras altas com diferentes doses de adubação silicatada e nitrogenada. Revista Brasileira de Ciência do Solo, 27, 867-873.

Mauad, M., et al. (2003). Nitrogen and silicon fertilization of upland rice. Scientia Agricola, 60, 761-765.

Mauad, M. et al. (2011). Produção de massa seca e nutrição de cultivares de arroz de terras altas sob condição de déficit hídrico e adubação silicatada. Semina: Ciências Agrárias, Londrina, 32, 939-948.

Marchezan, E.. Villa. S. C. C., Korndorfer, G. H., & Santos, F. M. (2004). Aplicação de silício em arroz irrigado: efeito nos componentes da produção. Bioscience Journal, 20 (3), 125-131.

Rodrigues, F. Á., et al. (2003). Ultrastructural and cytochemical aspects of silicon mediated rice blast resistance. Phytopathology, 93 (5), 535- 546.

Santos, G. R., et al. (2003). Adubação com silício: influência sobre as principais doenças e sobre a produtividade do arroz irrigado por inundação. Revista Ceres, Viçosa, 50 (287), 1-8.

Silva-Lobo, V. L., et al. (2012). Relação entre o teor de clorofila nas folhas e a severidade de brusone nas panículas em arroz de terras altas. Tropical Plant Pathology, 37 (1), 83-87.

Stone, L. F., et al. (1999). Adubação nitrogenada em arroz sob irrigação suplementar por aspersão. Pesquisa Agropecuária Brasileira, 34 (6), 927-932.

Veloso, M. E. C., et al. (2009). Teor de nitrogênio, índices de área foliar e de colheita, no Milho, em função da adubação nitrogenada, em solo de várzea. Revista Brasileira de Milho e Sorgo, 8 (1), 13-25.

Xing, Y., & Zhang, Q. (2010). Bases genéticas e moleculares da produção de arroz. Revisão Anual de Biologia Vegetal, 61, 111-122.

Zanin, V., Bacchi, M. R. P., & Almeida, A. T. C. (2019). A demanda domiciliar por arroz no Brasil: abordagem por meio do sistema Quaids em 2008/2009. Revista de Economia e Sociologia Rural, 57 (2), 234-252.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Magistra

ISSN 2236-4420 - versão on line