Eficiência de absorção de nutrientes em Amaranthus spp.

João Barcellos Xavier, Douglas Goulart Castro, Diogo Mendes da Silva, Rafael Azevedo Arruda de Abreu, Douglas Correa de Souza, Maria Ligia de Souza Silva

Resumo


Resumo: O gênero Amaranthus apresenta um extraordinário potencial a ser explorado na alimentação humana e animal, no entanto, informações sobre suas espécies, propriedades nutricionais e para o cultivo são limitadas. Objetivou-se com este trabalho determinar a resposta de Amaranthus spp. à adubação química em cultivo com solução nutritiva de Hoagland & Arnon, além de verificar as constituições nutricionais das folhas das diferentes espécies. Foram estudadas sete espécies: A. cruentus, A. retroflexus (variedade 1), A. deflexus, A. retroflexus (variedade 2), A. viridis, A. hybridus e A. spinosos, em solução nutritiva. O experimento foi conduzido em casa de vegetação, em delineamento inteiramente casualizado com 4 repetições. Os caracteres agronômicos e nutricionais foram avaliados mediante a determinação do comprimento de parte aérea e raiz, teor de clorofila, peso seco e fresco da parte aérea e da raiz, e análise de macro e micronutrientes. As análises estatísticas foram realizadas por meio de teste de médias e análise dos componentes principais. Diante dos resultados, concluiu-se que A. spinosos apresenta-se mais propícia a esse método de cultivo, e foi observado um maior incremento de matéria fresca. Nas espécies A. retroflexus (variedade 2) e A. hybridus foram observados maiores teores de nutrientes, contudo, estas espécies não produziram proporcionalmente ao acúmulo destes. Observou-se a formação de grupos similares de acordo com os teores dos nutrientes foliares. As correlações fortes e positivas encontradas neste trabalho foram a do A. retroflexus (variedade 2) com o K e Mn, a do A. viridis com o Zn, e A. hybridus com o B e Zn.

Palavras chave: Hortaliças não convencionais, Solução de Hoagland & Arnon, Nutrição mineral.


Texto completo:

PDF

Referências


Achigan-Dako, E. G., Sogbohossou, O. E. D., & Maundu, P. (2014). Current knowledge on Amaranthus spp.: research avenues for improved nutritional value and yield in leafy amaranths in sub-Saharan Africa. Euphytica, 197 (3), 303-317.

Álvares, C. A., Stape, J.L., Sentelhas, P. C., Goncalves, J.L.M., & Sparovek, G. (2013). Koppen’s climate classification map for Brazil. Meteorologische Zeitschrift, 22 (1), 711–728.

Amaya-Farfan, J., Marcílio, R., & Spehar, C. R. (2005). Deveria o Brasil investir em novos grãos para a sua alimentação? A proposta do amaranto (Amaranthus sp.). Segurança alimentar e nutricional, 12 (1), 47-56.

Buratto, J. S. (2012). Teores de minerais e proteínas em grãos de feijão e estimativas de parâmetros genéticos. Tese de Doutorado, Universidade Federal de Lavras, Lavras, MG, Brasil.

Chitarra, M. I. F., & Chitarra, A. B. (2005). Pós-colheita de frutas e hortaliças: fisiologia e manuseio (2 ed. rev. e ampl., 785p). Lavras: UFLA.

Croft, M. M., Hallett, S. G., & Marshall M. I. (2017). Hydroponic production of vegetable Amaranth (Amaranthus cruentus) for improving nutritional security and economic viability in Kenya. Renewable Agriculture and Food Systems 32 (6), 552-561.

Cole, J.N. (1979). Amaranth: from the Past, for the Future. Emmaus, Pa: Rodale Press.

Escudero, N.L., Albarracín, G., Fernández, S., De Arellano, L.M., & Mucciarelli, S. (1999). Nutrient and antinutrient composition of Amaranthus muricatus. Plant Foods for Human Nutrition 54 (4), 327–336.

Ferreira, D.F. (2011). Sisvar: A computer statistical analysis system. Ciência e Agrotecnologia, 35 (6), 1039-1042.

Ferreira, T. A. P. C., Matias, A. C. G., & Arêas, J. A. G. (2007). Características nutricionais e funcionais do Amaranto (Amaranthus spp.). Nutrire, 32 (2), 91 – 116.

Hoagland, D. R., & Arnon, D. I. (1950). The water culture method for growing plants without soil (Circular, n. 347). Berkeley: College of Agriculture University of California.

Kinupp, V. F., & Lorenzi, H. (2014). Plantas alimentícias não convencionais (PANC) no Brasil: guia de identificação, aspectos nutricionais e receitas ilustradas. São Paulo: Instituto Plantarum de Estudos da Flora.

Mahajan, R., Zargar, S. M., Aezum, A. M., Farhat, S., Gani, M., Hussain, A., Agrawal, G. K., & Rakwal, R. (2015). Evaluation of Iron, Zinc, and Protein Contents of Common Bean (Phaseolus vulgaris L.) Genotypes: A Collection from Jammu & Kashmir, India. Legume Genomics and Genetics, 6 (2), 1-7.

Malavolta, E., Vitti, G. C., & Oliveira, S. A. (1997). Avaliação do estado nutricional das plantas. Princípios e aplicações. (2 ed., 319p). Piracicaba: POTAFOS.

Mofunanya, A. A. J., Ebigwai, J.K., Bello, O.S., & Egbe, A.O. (2015). Comparative Study of the Effects of Organic and Inorganic Fertilizer on Nutritional Composition of Amaranthus spinosus L. Asian Journal of Plant Sciences 14 (1), 34-39.

Pereira, P.C. S., De Freitas, C. F., Chaves, C.S., Estevão, B.M., Pellosi, D.S., Tessaro, A.L., Batistela, V.R., Scarminio, I.S., Caetano, W., & Hioka, N. (2014) A quimiometria nos cursos de graduação em química: Proposta do uso da análise multivariada na determinação de pka. Quimica Nova, 37 (8), 1417-1425.

Samartini, C. Q. (2015). Conteúdo de DNA nuclear, número cromossômico e compostos de interesse nutricional em Amaranthus spp. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal de Lavras, Lavras, MG, Brasil.

Silva L. F. L., Souza D.C., Resende L.V., Gonçalves, W.M., Costa G.M., & Martins I.A. (2017). Mineral nutrition, planting density, biometric and phenological characterization of the lamb´s ear. Magistra, 29 (2), 192-199.

Silva, L.F.L., Souza, D.C., Resende, L.V., Nassur, R.C.M.R., Samartini, C.Q, & Gonçalves W.M. (2018). Nutritional Evaluation of Non-Conventional Vegetables in Brazil. Anais da Academia Brasileira de Ciências, 90 (2) 1775-1787.

Souza, D.C., Silva, L.F.L., Resende, L.V., Costa P.A., Guerra T.S., Gonçalves W.M., & Pereira T.A.R. (2016a). Conservação pós-colheita de araruta em função da temperatura de armazenamento. Magistra, 28 (3/4), 403-410.

Souza, D.C., Costa, P.A., Silva, L.F.L., Guerra T.S., Resende, L.V., & Pereira J. (2019). Productivity of rhizomes and starch quantification in cultures of different vegetative propagules of arrowroot. Journal of Agricultural Science, 11 (5), 419-425.

Spehar, C. R., & Trecenti, R. (2011) Agronomic performance of traditional and innovative species for double and dry season copping in the brazilian savannah high lands. Journal of Biosciences, 27(1), 102-111.

Xavier J.B., Souza, D.C., Souza, L.C., Guerra, T.S., Resende, L.V., & Pereira, J. (2018). Nutritive potential of amaranth weed grains. African Journal of Agricultural Research. 13 (22) 1140-1147.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Magistra

ISSN 2236-4420 - versão on line