Qualidade fisiológica de lotes de sementes de soja com diferentes percentuais de sementes esverdeadas

Marcia Helena Mota de Arruda, Geri Eduardo Meneghello, Jucilayne Fernandes Vieira, Gizele Ingrid Gadotti

Resumo


Desde 2006, o estado do Tocantins cultiva soja no vazio sanitário, entretanto, de forma frequente, observa-se a presença de sementes esverdeadas no momento da colheita. Esta liberação para produzir sementes de soja durante o período de vazio sanitário, concedida pelo Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento, deve-se às condições climáticas e territoriais encontradas nos municípios de Lagoa da Confusão, Dueré e Formoso do Araguaia.  Este trabalho foi conduzido com o objetivo de avaliar o efeito da ocorrência de sementes esverdeadas na qualidade de lotes de semente de soja. Foram utilizados quatro lotes da cultivar M-SOY 8866, ciclo médio, produzido em Formoso do Araguaia, estado do Tocantins (TO). Os lotes foram selecionados de acordo com a presença visual de sementes esverdeadas, com o auxílio de lupa, os quais apresentaram 17%, 36%, 49% de sementes verdes e uma testemunha (lote com ausência de sementes verdes). A qualidade das sementes foi avaliada pelos testes de peso de mil sementes, germinação em com e sem pré-condicionamento, teste de tetrazólio e emergência a campo. O delineamento experimental utilizado foi em blocos casualizados com quatro lotes de sementes e cinco repetições e as médias comparadas pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade.  Os resultados obtidos demonstram decréscimo no percentual de germinação e vigor de todos os lotes, quando comparados à testemunha. Foram observados principalmente danos por umidade no teste de tetrazólio, emergência a campo e teste de germinação com pré-condicionamento por 24 h.


Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Ministério da Agricultura e da Reforma Agrária. Regras para análise de Sementes. Brasília: SNAD/DNDV/CLAV, 2009. 365p.

COMPANIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO – CONAB. Acompanhamento de safra brasileira: grãos, sétimo levantamento, abril 2012/Companhia Nacional de Abastecimento. Brasília: Conab, 2013. Disponível em: . Acesso em: 10 set. 2013.

COSTA, N.P.; FRANÇA-NETO, J.B.; PEREIRA, J.E.; MESQUITA, C.M.; KRZYZANOWSKI, F.C.; HENNING, A. A. Efeito de sementes verdes na qualidade fisiológica de sementes de soja. Revista Brasileira de Sementes, Brasília, v. 23, n.2, p.102-107, 2001.

FRANÇA NETO, J. B. et al. O teste de tetrazólio em sementes de soja. Londrina: EMBRAPA-CNPSo, 1998. 72 p.

FRANÇA NETO, J.B. et al. Metodologia do teste de tetrazólio em sementes de soja. In: KRZYZANOWSKI, F.C.; VIEIRA, R.D.; FRANÇA NETO, J.B. Vigor de sementes: conceitos e testes. Londrina: ABRATES. Cap 8.5, p.1-27, 1999.

FRANÇA NETO, J.B. et al. Sementes esverdeadas de soja e sua qualidade fisiológica. Londrina: Embrapa Soja, 2005. 8p. (Embrapa Soja. Circular Técnica, 38).

FUKUSHIMA, P.S.; LANFER-MARQUEZ, U.M. Chlorophyll derivates of soybean during maturation and drying conditions. Proceedings of the Third International Soybean Processing and Utilization Conference, Tsukuba, 2000, p.87-88.

HEATON, J.W., MARANGONI, A.G. Chlorophyll degradation in processed foods and senescente plant tissues. Trends in Food Science and Technology, Amsterdam, v.7, n.1, p.8-15, 1996.

JALINK, H. et al. Seed chlorophyll content as an indicator for seed maturity and seed quality. Acta Horticulturae, Wageningen, v.504, n.12, p. 219-228, 1999.

MARCOS FILHO. Fisiologia de sementes de plantas cultivadas. Piracicaba: Fealq, 2005. 495p.

MEDINA, P.F. et al. Composição física e qualidade de lotes de sementes de soja com incidência de sementes esverdeadas. Informativo ABRATES, v.7, n.1-2, 1997.

NAKAGAWA, J. Testes de vigor baseados no desempenho das plântulas. In: RZYZANOSKI, F.C.; VIEIRA, R.D.; FRANÇA NETO, J.B. (Ed.). Vigor de sementes: conceitos e testes. Londrina: ABRATES, 1999. p.2.1-2.24.

SINNECKER, P. Degradação da clorofila durante a maturação e secagem de semente de soja. São Paulo: USP. 2002. 103f. Tese (Doutorado em Ciência dos Alimentos). Universidade de São Paulo, 2002.

ZORATO, M.F. et al. Sementes esverdeadas em soja: testes alternativos para predizer sua armazenabilidade e seu efeito na produtividade. Informativo ABRATES, v.13, n.3, p.295, 2003.

ZORATO, M.F. et al. Presença de sementes esverdeadas em soja e seus efeitos sobre seu potencial fisiológico. Revista Brasileira de Sementes, v.29, n.1, p.11-19, 2007.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Magistra

ISSN 2236-4420 - versão on line