Atributos físicos e químicos do solo sob diferentes sistemas de produção em solos de textura arenosa

Marcos Gervasio Pereira, Luiz Alberto Silva Rodrigues Pinta, Celeste Queiroz Rossi, Otávio Augusto Queiroz Santos, Octavio Vioratti Telles Moura, Luiz Aurélio Peres Martelleto

Resumo


Resumo: Solos de textura arenosa na camada superficial são de grande expressão no estado do Rio de Janeiro, em especial na baixada litorânea fluminense. O objetivo desse estudo foi avaliar os atributos físicos, químicos e da matéria orgânica do solo (MOS) de um Argissolo Amarelo sob diferentes sistemas de produção. Foram selecionadas quatro áreas: maracujazeiro (MAR); bananeira (BAN); sorgo (SOR), e vegetação espontânea (VE). Foram avaliadas a densidade do solo (Ds), densidade da partícula (Dp), volume total de poros (VTP %), composição granulométrica, macro e microporosidade, caracterização química, carbono orgânico total (COT), matéria orgânica leve (MOL), o fracionamento granulométrico e químico da MOS. Foram verificadas diferenças significativas para a macroporosidade nas profundidades de 0 -0,10 m nas áreas MAR e BAN; e 0,10-0,20 m nas áreas MAR, BAN e SOR. Na área BAN foram quantificados os maiores valores de carbono orgânico total (COT) e Coam (associado às frações argila e silte) em superfície e nas áreas MAR e SOR os maiores valores de carbono orgânico particulado (COp).  Nas áreas MAR e VE foram quantificados os maiores valores de matéria orgânica leve (MOL) em água em superfície. Para as substâncias húmicas os maiores teores foram observados para a humina (C-HUM) quando comparada na área BAN nas camadas de 0-0,05 e 0,05-0,10 m.

Palavras chave: Ácidos fúlvicos e húmicos, Granulometria, Fruticultura


Texto completo:

PDF

Referências


Arcoverde, S. N. S., et al. (2015). Qualidade Física de Solos em uso agrícola na Região Semiárida do Estado da Bahia. Revista Brasileira de Ciência do Solo, 39 (5), 1473-1482.

Anderson, J. M., & Ingram, J. S. I. (Edited) (1989). Tropical soil biology and fertility: A handbook of methods (2 Edition, p 171). Wallingford: CAB International.

Benites, V. M., Madari, B., & Machado, P. L. O. A. (2003). Extração e fracionamento quantitativo de substâncias húmicas do solo: um procedimento simplificado de baixo custo (Comunicado Técnico n. 16, 7p). Rio de Janeiro: Embrapa Solos.

Boulal, H.; Gómez-Macpherson, H.; Gómez, J.A., & Mateos, l. (2011). Effect of soil management and traffic on soil erosion in irrigated annual crops. Soil and Tillage Research, 11, 62-70.

Cambardella, C. A., & Elliott, E. T. (1992). Particulate soil organic-matter changes across a grassl and cultivation sequence. Soil Science Society of America Journal, 56 (3), 777-783.

Conceição, P. C., Amado, T. J. C., Mielniczuk, J., & Spagnollo, E. (2005). Qualidade do solo em sistemas de manejo avaliada pela dinâmica da matéria orgânica e atributos relacionados. Revista Brasileira de Ciência do Solo, 29 (5), 777-788.

Dalchiavon, F. C., et al. (2011). Produtividade da soja e resistência mecânica a penetração do solo sob sistema de plantio direto no cerrado brasileiro. Pesquisa Agropecuária Tropical, 41(1), 8-19.

Donagemma, G. K., et al. (2011). Manual de métodos de análise de solos (2 ed., p. 230). Rio de Janeiro: Embrapa Solos,

Donagemma, G. K., et al. (2016). Characterization, agricultural potential, and perspectives for the management of light soils in Brazil. Pesquisa Agropecuária Brasileira, 51(9), 1003-1020.

Ferreira, D. F. (2000). Sistema de análises estatísticas SISVAR. Lavras: UFLA.

Fontana, A., et al. (2016). Característica e atributos de latossolos sob diferentes usos em Luis Eduardo Magalhaes, Bahia. Pesquisa Agropecuária Brasileira, 51 (9), 1457-1465.

Loss, A., Pereira, M. G., Schultz, N., Anjos, L. H. C., & Silva, E. M. R. (2009). Atributos químicos e físicos de um Argissolo Vermelho-Amarelo em sistema integrado de produção agroecológica. Pesquisa Agropecuária Brasileira, 44 (1), 68-75.

Loss, A., Pereira, M. G., Schultz, N., Anjos, L. H. C., & Silva, E. M. R. (2011). Frações orgânicas e índice de manejo de carbono do solo em diferentes sistemas de produção orgânica. Idesia, 29 (2), 11-19.

Portz, A., et al. (2013). Recomendações de adubos, corretivos e de manejo da matéria orgânica para as principais culturas do Estado do Rio de Janeiro. In: Freire, L. R, et al. (Coord.). Manual de calagem e adubação do Estado do Rio de Janeiro (p. 257). Seropédica: Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Reinert, D. J. , & Reichert, J. (2001). Propriedades físicas de solos em sistema plantio direto irrigado. In: Carlesso, R., Petry, M., Rosa, G. & Ceretta, C. A. (Orgs). Irrigação por Aspersão no Rio Grande do Sul (v.1, pp. 114-131). Santa Maria: Palloti.

Santos, H. G., et al. (2018). Sistema Brasileiro de Classificação de Solos (5 ed., rev. e ampl, 356p). Brasília, DF: Embrapa.

Silva, M. B., Anjos, L. H. C., Pereira, M. G., & Nascimento, R. A. M. (2001). Estudo de toposseqüência da Baixada Litorânea Fluminense: efeitos do material de origem e posição topográfica. Revista Brasileira de Ciência do Solo, 25 (4), 965-976.

Silva, C. F., Loss, A., Silva, E. M. R., Pereira, M. G., & Correia, M. E. F. (2006). Alterações químicas e físicas em áreas de agricultura no entorno do parque Estadual da Serra do Mar, Ubatuba, SP. Revista Ciências Agrárias, 46, 9-28.

Sousa Neto, E. L., Andrioli, I., Beutler, A. N, & Centurion, J. F. (2008). Atributos físicos do solo e produtividade de milho em resposta a culturas de pré-safra. Pesquisa Agropecuária Brasileira, 43 (2), 255-260.

Vezzani, F. M., & Mielniczuk, J. (2011). Agregação e estoque de carbono em Argissolo submetido a diferentes práticas de manejo agrícola. Revista Brasileira de Ciências do Solo, 35 (1), 213-223.

Yeomans, J. C., & Bremner, J. M. (1988). A rapid and precise method for routine determination of organic carbon in soil. Communications in Soil Science and Plant Analysis, 9 (13), 1467-1476.

Wendling, B., et al. (2012). Densidade, agregação e porosidade do solo em áreas de conversão do cerrado em floresta de pinus, pastagem e Plantio direto. Bioscience Journal, Uberlândia, 28 (1), 256-265.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Magistra

ISSN 2236-4420 - versão on line